COMPARTILHAR

galo12O Maracanã é como se fosse o quintal de casa para o volante Rafael Carioca. O jogador iniciou a carreira em times menores do Rio de Janeiro, como Audax, Pão de Açúcar e Itaboraí, antes de aparecer para o futebol profissional no Grêmio. A vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo teve um gostinho especial para o volante, que defendeu as cores do Vasco, rival do rubro-negro, em 2010. Mas o jogador prefere dizer que o triunfo é diferente por ser uma das maiores rivalidades entre equipes de estados diferentes.

 
– Sempre gostei de jogar no Maracanã e hoje (sábado) consegui mais uma vez fazer uma grande partida. Sempre tem (um gosto especial), porque depois do Cruzeiro, o Flamengo é um clássico muito grande.

 
O volante salientou a postura que o Atlético-MG teve fora de casa para vencer o Flamengo, e destacou que a equipe fez aquilo que um time que quer ser campeão tem que fazer: Conter a pressão inicial dos donos da casa e não perdoar quando as chances aparecerem.

 
– É sempre difícil jogar contra o Flamengo no Maracanã, diante de sua torcida. A gente sabia que nos primeiros 15 minutos teria pressão. Só que um time que quer ser campeão tem que saber suportar, tem que saber sair dessa pressão, dessas situações. Depois, conseguimos igualar, criamos as chances e fizemos os gols.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.