COMPARTILHAR

cruzeiro2-300x300O primeiro semestre do zagueiro Dedé deverá ser definido nos próximos dias. Sem sucesso no tratamento convencional que realiza para se recuperar de um edema ósseo no joelho direito, sofrido no início de novembro, o jogador poderá ser submetido a uma cirurgia, com a chance de não disputar a Libertadores deste ano. A situação está sendo estudada pelo departamento médico cruzeirense, sob a chefia do médico Sérgio Freire Júnior, que estuda três possibilidades: realização de fisioterapia; uma cirurgia mais branda, que tiraria o jogador de alguns jogos do torneio continental, ou outra mais incisiva, que o deixaria fora dos gramados nos primeiros seis meses.

 

A decisão será tomada pelos médicos, nos próximos dias, para avaliar qual tratamento seria mais eficaz para o zagueiro voltar o mais rápido possível aos gramados. Por causa da contusão, Dedé não iniciou a pré-temporada junto com os demais companheiros, fazendo apenas tratamento da contusão na Toca da Raposa II.

 

Caso a decisão seja realizar a cirurgia mais incisiva, Dedé teria recuperação estimada em seis meses e assim poderia não atuar na Libertadores. A situação poderia obrigar o Cruzeiro a ir ao mercado para contratar uma peça de reposição para o jogador, que tem contrato com o clube até 2017. Sérgio Freire Júnior ainda acredita na evolução do jogador por meio do tratamento convencional.

 
– Com essa evolução um pouco arrastada, a gente tem que pensar em uma situação um pouco mais complexa, o que possibilita um procedimento cirúrgico. O Dedé continua medicado e estamos observando a sua evolução. Se ele evoluir de uma forma mais satisfatória, a cirurgia acaba sendo descartada. Se não, aí que entra a possibilidade cirúrgica para a abordagem da lesão, para que ele se recupere de uma melhor forma – disse o médico, por meio do site oficial do clube celeste.

 

 

A contusão de Dedé ocorreu na partida contra o Santos, no segundo turno do Campeonato Brasileiro do ano passado, no início de novembro. O zagueiro voltou para Belo Horizonte em cadeira de rodas e não atuou mais pelo atual campeão nacional, ficando fora das demais partidas pelo campeonato nacional e também dos dois jogos da final da Copa do Brasil, contra o maior rival, o Atlético-MG.

 
Ausências
No começo de trabalho para esta temporada, o Cruzeiro informou que Dedé não iniciaria as atividades com os demais companheiros por estar ainda se recuperando da contusão e não divulgou um prazo de recuperação para o atleta. Além do zagueiro, Alan, o quarto goleiro do time, também está no departamento médico. No treino deste sábado, dois jogadores foram baixas. O atacante Marquinhos e o zagueiro Bruno Rodrigo não treinaram. De acordo com o Cruzeiro, apenas uma precaução.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.