COMPARTILHAR

cruzeiro2-300x300O professor está de volta! Após 104 dias sem jogar uma partida oficial, Ceará será titular do Cruzeiro diante do Villa Nova-MG, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasilia), em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Mineiro. O lateral entra no lugar de Mayke, que será poupado na partida da Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

 
O retorno de Ceará aos gramados, após fazer um complexo trabalho de fortalecimento muscular, é comemorado em todo o clube. Além do bom futebol que sempre apresentou, o lateral é uma referência no Cruzeiro por exercer influência tanto sobre os mais novos e os mais antigos. Ceará não escondeu a alegria pela volta e por se sentir 100% bem fisicamente.

 

 

Certamente é uma alegria imensa. Meu coração se regozija por poder estar de volta ao gramado e com essa oportunidade que o Marcelo está me concedendo. Espero contribuir ao máximo para que o Cruzeiro saia vitorioso contra o Villa Nova-MG.

 
Ceará explica o motivo de só estrear no 11º jogo do time na temporada. Ele conta que a experiência o ajudou a segurar a ansiedade para realizar o tratamento necessário antes do retorno.

 

 

 

Todos os atletas querem estar sempre em evidencia, jogando, aproveitando as oportunidades. Até brinco com algumas pessoas que sou jovem e preciso aprender algumas coisas. A gente vai aprendendo com o decorrer do tempo. O meu perfil é de superação, a minha vida nunca foi fácil, sempre foi de superação. Algumas lesões que acontecem, até musculares, procuro dizer para mim mesmo: ‘está tudo ok, não foi nada’. No início da temporada, achei que poderia iniciar normalmente, mas não aconteceu, senti o adutor. Conversamos com a comissão técnica e o departamento médico e achamos que era melhor dar uma fortalecida.

 
Dentro do lado motivador que costuma mostrar, o lateral diz que ajuda a incentivar os companheiros falando sobre conquistas, o que serve de inspiração para o elenco.

 

 

Eu penso em conquistas. A única coisa que motiva o atleta deve ser o troféu, a conquista, chegar ao final de uma temporada e falar: ‘valeu a pena, porque terminamos a temporada com troféus, conquistas e vitórias’. Isto compensa a ausência em alguns momentos em seu próprio lar. O esforço é justamente a conquista. Se não conseguir algo relevante é porque não foi uma temporada bacana. Estamos habituados às conquistas, ainda que estejamos mal habituados, temos que ter esse alvo na vida pessoal e coletiva. É o que espero para 2015.

 
Temporada vencedora
Acostumado a conquistar títulos, Ceará acredita que o time montado pelo Cruzeiro este ano pode repetir o sucesso de 2013 e 2014. O jogador espera que o trabalho de Marcelo Oliveira surta o mesmo efeito que surtiu nos últimos anos.

 

 

Temos material humano para isso. Depois é aquela questão: será que vai dar liga? A equipe será tão coesa como era nos últimos anos? Tudo isso depende, porque cada ser humano tem seu perfil e sua maneira de adaptar. Espero que o Marcelo consiga transmitir tudo o que transmitiu nos últimos anos e que os atletas assimilem jogo a jogo para que os títulos apareçam como nos anos anteriores.

 
A mudança no elenco do Cruzeiro pode não ser maléfica para o clube, mas, para isto, é necessário que os jogadores trabalhem com tranquilidade e consciência.

 
– Obviamente que houve uma modificação enorme, troca de atletas. Cada atleta tem seu perfil e a sua característica. A equipe ainda está em ajuste e é normal que as coisas não saiam como previsto. Requer tempo e entrosamento para que os atletas possam se conhecer dentro de campo. Temos um grupo forte e com grandes pretensões para esse ano de 2015. Com a força do coletivo, queremos conseguir coisas importantes.

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.