COMPARTILHAR

cruzeiro2-300x300A procura por um meia-armador agita os bastidores da Toca da Raposa. Além de buscar a contratação de um atleta de nome para a função, que pode vir do futebol paulista, a direção do time celeste também quer garantir a permanência de quem já faz parte do elenco. O supervisor de futebol da Raposa, Benecy Queiroz, comentou alguns nomes que estão na pauta do Cruzeiro. O clube estava em contato com o pai do meia Valdivia, do Palmeiras, que, segundo Queiroz, tem em mãos uma oferta do Boca Juniors. Extraoficialmente, os valores iniciais pedidos pelo atleta estrangeiro foram considerados altos pela direção do time mineiro. Paulo Henrique Ganso não foi totalmente descartado. Porém, o dirigente vê negociação difícil com o São Paulo.

 
– O Ganso não está totalmente descartado, mas é uma negociação bem difícil. Com relação ao Valdivia, houve uma conversa com o Valdir Barbosa e o pai dele, que é procurador, mas não caminhou. Ele ainda tem contrato com o Palmeiras até o fim de junho, mas não tem interesse em renovar. Na época, o pai dele disse ter uma proposta do Boca (Juniors, da Argentina).

 

 

Leandro Domingues, atualmente no futebol japonês e com passagem pelo Cruzeiro, foi oferecido ao Cruzeiro pelo empresário, mas não tem o perfil desejado pelo clube, conforme garantiu Queiroz. O nome de Thiago Neves também foi comentado durante a conversa, mas acabou descartado pelo dirigente, que também demonstrou não conhecer Diego, ex-Santos, atualmente no Fenerbahce, da Turquia. O dirigente não revelou qual é a bola da vez, apesar de voltar a citar o nome de Lucas Lima, do Santos. Com a proximidade do término da fase de grupos da Taça Libertadores, a direção tenta resolver a contratação do meia nas próximas semanas.

 
– Temos que dar uma tacada certeira – disse Benecy.

 
Marcos Vinícius

 
Depois de entrar bem contra o Mamoré e ter atuação regular diante da URT, o meia Marcos Vinícius ficou em alta e pode ter um futuro longo na equipe. Benecy Queiroz revelou que até o fim da próxima semana vai até o Recife tentar um acerto com o Náutico, que detém 50% dos direitos econômicos do jogador. Segundo o dirigente, o Cruzeiro vai tentar reduzir o valor pedido pelo Timbu ou então modificar a forma de pagamento. Metade dos direitos do atleta está fixada em R$ 900 mil, e o Cruzeiro tem a preferência na compra. O empréstimo se encerra no fim do ano.

 

 

 

Júlio Baptista não fica

 
Em recuperação de uma cirurgia no joelho, Júlio Baptista não deve ter o contrato renovado. O vínculo se encerra no meio do ano. Devido ao alto salário e ao rendimento considerado baixo dentro de campo, a prorrogação de contrato não deve ocorrer, segundo Benecy. Atualmente, Júlio Baptista se recupera de cirurgia no joelho.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.