COMPARTILHAR

Pacto pela Alfabetização na Idade Certa reune professores de 10 escolas municipais de Mateus Leme (10)Estratégias multidisciplinares reforçam integração do ensino para melhorar os índices de aprendizado
Teve início nesta terça-feira, dia 08, o terceiro ciclo do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa, promovido pelo Ministério da Educação em parceria com as Secretarias de Estado e Municipal de Educação. A capacitação qualifica professores das redes públicas da educação básica que lecionam em turmas de alfabetização, do primeiro ao terceiro ano do ensino fundamental.
Na primeira etapa do Pacto, entre os anos de 2013 e 2014, os professores receberam formação em letramento; na segunda, entre 2014 e 2015, o foco foi nas habilidades de matemática. O terceiro ciclo, que será desenvolvido em 2015 e 2016, vai abordar as demais áreas do conhecimento de forma integrada, com o objetivo de promover a educação integral das crianças.
A qualificação dos docentes alfabetizadores tem duração de 80 horas neste semestre, com metodologia que propõe estudos e atividades práticas. “As novas estratégias para o ensino e aprendizagem propõem um despertar para o conhecimento. Os professores recebem o desafio de incluir no conteúdo pedagógico atividades práticas, oficinas e jogos, aplicando um olhar diferenciado para as principais disciplinas como forma de estimular o aprendizado nos estudantes”, afirmaram as pedagogas e orientadoras do estudo na Secretaria Municipal de Educação, Marta Peralva Baumgratz e Rosângela Gontijo.

 
Em Mateus Leme 90 profissionais da Educação Básica, entre pedagogos e professores alfabetizadores de 10 escolas municipais participam do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa. A coordenadora do programa, Elizana Ângela Silva Cunha, reforça a importância da inclusão dessa nova metodologia na rede pública de ensino. “Os estudantes são os principais beneficiados com a estruturação do Pacto. Com as novas abordagens os alunos têm um aproveitamento maior porque as estratégias de ensino diminuem as diferenças de aprendizagem e projetam a continuidade das ações que, com o passar dos anos, vão ficando mais persuasivas”, afirmou.

 
Resultados no IDEB
As estratégias abordadas pelo Pacto também projetam, a longo prazo, melhor índice dos estudantes da rede municipal de ensino na avaliação nacional do IDEB. Em 2013, no último ano a que se tem acesso aos números, o município alcançou resultados que só eram previstos para serem atingidos em 2019. Com nota de 6,3 pontos, o município obteve a segunda melhor posição no ranking regional da educação. O desempenho de Mateus Leme também é superior ao projetado pelo Ministério de Educação para o Estado, que teve média de 5,9 pontos.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.