COMPARTILHAR

croc4O famoso Henry, o crocodilo mais velho do mundo, completou no mês passado 114 anos no Centro de Conservação Crocworld de Scottsburgh, na província de Kwazulu-Natal, na África do Sul.

 

Os funcionários do local contam que o réptil mais velho em cativeiro tem uma história curiosa.

 
Nascido em 1900, o animal era o terror de uma das tribos de Botsuana que habitam o delta do rio Okavango, segundo o diretor da área de conservação, Martin Rodrigues. O funcionário afirmou que, segundo documentos citados pela imprensa sul-africana, Henry havia devorado homens e crianças.

 

Os funcionários do local contam que o réptil mais velho em cativeiro tem uma história curiosa.

 
Nascido em 1900, o animal era o terror de uma das tribos de Botsuana que habitam o delta do rio Okavango, segundo o diretor da área de conservação, Martin Rodrigues. O funcionário afirmou que, segundo documentos citados pela imprensa sul-africana, Henry havia devorado homens e crianças.

 

Com uma idade na qual exemplares de sua espécie não costumam sobreviver, o crocodilo foi transferido para o leste da África do Sul, lugar que segue sendo seu habitat até hoje.

 
Além de ser o animal mais visitado do centro, Henry pesa cerca de 500 quilos e mede quase cinco metros de comprimento. Vive com seis fêmeas e teve até o momento sete mil filhotes.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.