COMPARTILHAR

bordelUm bordel de Salzburgo, na Áustria, ofereceu bebidas e até programas grátis como protesto contra a cobrança de impostos. A promoção foi realizada pelo bordel Pascha.

 
O dono Hermann Müller, que dirige outros bordéis na Alemanha e na Áustria, disse que considera injusta a tributação de quase 4 milhões de euros (R$ 14 milhões) na última década.

 
Como as garotas de programa não iriam receber nada, Müller disse que compensaria o que elas normalmente ganham com os clientes.

 
A prostituição é legal e regulamentada na Áustria.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.