COMPARTILHAR

Vigilância Sanitária leva prevenção à saúde para dentro da sala de aula

 

 

Alunos da Escola Estadual Santana, no bairro Padre Eustáquio tiveram, na segunda-feira, 25 de setembro, uma aula diferente. Os livros ilustrados e as brincadeiras ficaram de lado por um dia para que os estudantes interagissem com o setor de Vigilância Sanitária da Prefeitura de Itaúna e aprendessem mais sobre os riscos gerados à saúde pela má alimentação e o consumo de alimentos fora do prazo de validade.

Com o tema “O que é Vigilância Sanitária?”, o chefe do Setor, Leandro Rodrigues Pereira Matos, apresentou para as crianças do Ensino Fundamental qual o papel do órgão no controle e fiscalização dos produtos comercializados no Município. “O foco da Vigilância Sanitária é expandir ações de educação, transmitindo conhecimentos que reforçam as ações de promoção e prevenção em saúde. Com estratégias bem executadas, apresentadas aos diferentes setores da sociedade, como nas escolas, por exemplo, a Secretaria de Saúde tem o objetivo de diminuir os efeitos causados pela falta de orientação e ajudar toda a população a desenvolver hábitos saudáveis e seguros de alimentação”, explicou o gestor.

 

O aluno Filipe Oliveira Ribeiro, matriculado no 5º ano, entendeu o recado. Ele apresentou para os colegas de classe um resumo da abordagem da Vigilância Sanitária. “Eles falaram que se a gente comer alimentos vencidos ou danificados, podemos passar muito mal. Podemos ficar doentes e termos febre, dor de cabeça e dores abdominais”, resumiu o estudante em um trabalho apresentado após a palestra. “A equipe de Vigilância Sanitária também nos explicou sobre sua função em vários estabelecimentos públicos ou privados como farmácia, supermercados, cantinas de escolas, açougues. Falaram que se o produto estiver vencido pode trazer consigo doenças que começam com fungos e até mesmo bactérias. Então é melhor ficar de olho na validade e na estrutura do que compramos”, completou.

 

O fiscal sanitário e nutricionista Danilo Siqueira Souza também participou do encontro na escola. Danilo apresentou o tema “Intoxicação Alimentar: abordando diversas doenças relacionadas à má alimentação”, e, dentre vários assuntos, destacou a importância da merenda de qualidade oferecida aos estudantes na rede pública de ensino em Itaúna.

 

A Escola Estadual Santana tem 511 alunos matriculados, do 1º ao 5° ano do Ensino Fundamental, e oferece Atendimento Educacional Especializado, pelo programa AEE, com professor intérprete de Libras e apoio para os estudantes com deficiência auditiva, além de quatro turmas contempladas pelo projeto Tempo Integral, com atividades de reforço pedagógico no contraturno escolar.

Assessoria de Comunicação

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.