COMPARTILHAR

DSC09979-300x300O vice-prefeito de Itaúna, Antônio de Miranda, se pronunciou nesta quinta-feira (15) depois que o filho dele, João Paulo Miranda, de 19 anos, foi preso suspeito de envolvimento em um homicídio. O político disse que espera que os culpados sejam punidos e ressaltou que o crime está sendo investigado pelas autoridades.

 
O jovem, que foi preso por suspeita de homicídio, foi levado para o presídio da cidade na noite desta quarta-feira (14) após prestar depoimento. O rapaz teria participado da morte de um homem de 27 anos, na noite de terça-feira (13), no Bairro Morada Nova, em Itaúna. O vice-prefeito comunicou que, como pai e como cidadão itaunense, lamenta o fato e pede a Deus que dê forças aos parentes da vítima.

 

Uma mulher, que seria a namorada do jovem e que também foi levada para a delegacia, foi liberada. A polícia ainda vai ouvir quatro suspeitos. O delegado responsável pelo caso, Diego Almeida Lopes Mendonça, confirmou que foi aberto um inquérito para apurar o caso.

 
Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima estava na Rua Manoel da Custódia quando um carro se aproximou e os passageiros atiraram contra o jovem, fugindo em seguida. Segundo os policiais, o carro é do filho do vice-prefeito, que foi detido em casa.
O vice-prefeito confirmou ao G1, através de assessoria, que o carro é mesmo do filho. Porém, o político acredita que o jovem não tenha feito os disparos. O vice-prefeito também afirmou que está acompanhando e contribuindo com as investigações.

 
Ainda segundo a PM, uma testemunha disse aos policiais que dirigia um caminhão quando a vítima, já ferida por um tiro, pediu ajuda. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e socorreu o homem, que morreu a caminho do hospital. A PM informou que o tiro acertou o cotovelo esquerdo e perfurou o pulmão e o tórax da vítima.

 

G1

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.