COMPARTILHAR

IMG_1923Previsão é que projeto para obras seja entregue ao município no final de fevereiro

 

No dia 17 de outubro, a cidade amanheceu com um dos seus patrimônios culturais destruído. Vândalos atearam fogo na Igreja do Bonfim. A Capela que é o cartão-postal da cidade foi totalmente queimada. Na época, o Prefeito Osmando Pereira lamentou o ocorrido e disse que se empenharia em juntar a sociedade para a restauração do prédio que é de responsabilidade da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima da Diocese de Divinópolis.

 

Na segunda-feira,19/01, o Prefeito Osmando Pereira se reuniu com a Secretaria de Educação e Cultura, Maria Virgínia Morais Garcia, os funcionários da Gerência Superior de Cultura, Frederico Hubner e Janete Rodrigues e o Diretor da MGTM, Rogério Stockler para discutirem sobre a reconstrução da Igreja do Bonfim.

 

 

O projeto para a reconstrução da Igreja do Bonfim está sendo feito pela empresa MGTM que é especializada na elaboração de projetos de restauração e revitalização arquitetônica de bens tombados em nível municipal, estadual ou federal, acompanhando todas as etapas de aprovação nos respectivos órgãos.

 

 

A ação é feita através do ICMS cultural do município: “Quando o projeto estiver pronto, vamos fazer contato com a Diocese de Divinópolis e com a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima que é responsável pela Igreja. Nossa intenção é nos unirmos também com a população para juntos reconstruirmos a igreja e devolvê-la a comunidade”, disse o prefeito Osmando.

 

 

A vistoria no local já foi realizada para ser elaborado o diagnóstico, através dele será feita uma proposta de intervenção que será avaliada pelo CODEMPACE e pela Prefeitura de Itaúna para aprovação. A previsão é que o projeto seja entregue ao município no final do mês de fevereiro de 2015.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.