COMPARTILHAR

1424959375_sequence_02.still001Motoristas que mantiveram o protesto na MG-050 em Divinópolis e Itaúna liberaram o trecho na manhã desta quinta-feira (26), segundo informações da Polícia Militar Rodoviária (PMR). O trânsito no local flui normalmente.

 

 

Nesta quarta-feira (25), mesmo com a ordem da Justiça Federal para liberar as rodovias federais ocupadas por caminhoneiros, em protesto contra a alta no preço do óleo diesel, alguns motoristas decidiram permanecer com o bloqueio no Centro-Oeste. A ocupação continuou em trechos das MGs, que são rodovias estaduais, e, portanto, não entraram na determinação. “A situação agora foi totalmente normalizada. Não sabemos o que levou a liberação, só recebemos o comunicado de que haviam liberado o trecho”, disse o sargento da PMR, Adailtom Lázaro.

 

 

O trânsito também segue normalmente nos trechos da BR- 352, em Pitangui, também não há mais paralisação na BR-354, que dá acesso a Formiga. Na BR-494, entre Oliveira e Campo Belo e na BR-369, entre Oliveira e São Francisco de Paula, o trânsito também foi liberado.

 

 

Manifestação
A manifestação acontece em várias partes do país. Em alguns pontos, como na BR-381 em Oliveira a fila de veículos parados chegou a oito quilômetros. Por conta da paralização itens como combustíveis começaram a faltar na cidade. A frota que trafega para abastecer as bombas ficaram paradas nas rodovias.

 

 

Durante a manifestação nenhum veículo carregado passava pelos trechos interditados, com isso as cargas não chegaram aos destinos até que a situação fosse normalizada.

 

 

No período de manifestação os caminhoneiros reclamaram dos aumentos dos combustíveis, dos tributos sobre o transporte, como o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Eles pediram ainda melhorias nas estradas. Pelas rodovias passavam apenas carros de passeio, veículos de emergência, ônibus cargas de remédio para hospitais e cargas vivas como carregamento bovino.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.