COMPARTILHAR

Projeto Casa Cidadã (1)Atividade faz parte do Projeto “Casa Cidadã” que promove a capacitação desses profissionais, visando mantê-los preparados para os desafios que surgem no dia a dia durante o atendimento as crianças e adolescentes em situação de risco

 

 

Mais uma etapa do Projeto “Casa Cidadã” de formação dos profissionais da rede de acolhimento institucional de crianças e adolescentes de Itaúna foi realizada nesta segunda-feira, 02/03. Desta vez, a temática apresentada foi o “Trabalho e Autonomia”, abordada pelos palestrantes Karina Ferreira de Oliveira, Terapeuta Ocupacional, e Wellington Fernandes Pimentel, Técnico do Senac Divinópolis.

 
O Projeto “Casa Cidadã” surge a partir das demandas durante o trabalho desenvolvido por esses profissionais em relação às crianças e aos adolescentes institucionalizados. Trata-se de um projeto de capacitação desenvolvido por meio de palestras interativas e oficinas com os profissionais das entidades de acolhimento institucional do município. Os encontros acontecem bimestralmente e discorrem sobre diversos temas sugeridos pelas próprias equipes das entidades.

 
O objetivo é ampliar os conhecimentos das equipes da rede de acolhimento institucional de crianças e adolescentes, capacitando-as para desempenhar seu trabalho da melhor forma possível. Espera-se que esses profissionais flexibilizem posturas, compreendam mais as crianças e adolescentes, ouvindo-os e mantendo diálogos, de modo a ficarem mais próximos deles, incorporando uma metodologia de trabalho que os instrumentalizem para enfrentar novas situações do cotidiano.
Além do tema “Trabalho e Autonomia” já foram discutidos os temas “História do Surgimento das Instituições de Acolhimento para Crianças e Adolescentes no Brasil”; “Concepções sobre a Infância e a Adolescência”; “Sexualidade” e “Violência”.

 
“A Equipe de Supervisão e Apoio aos Serviços de Acolhimento de Crianças e Adolescentes – CREAS/Itaúna, na promoção e no desenvolvimento do “Projeto Casa Cidadã”, considera o tema “Trabalho e Autonomia” de extrema importância, na medida em que traz aos profissionais que atuam nas instituições de acolhimento do município, informações objetivas dos técnicos do SINE/Itaúna e do SENAC/Divinópolis sobre a inserção de adolescentes no “Programa Jovem Aprendiz”, como possibilidade de construção de projetos futuros de autonomia. Além disso, a terapeuta ocupacional Karina Ferreira, provocou durante o evento, reflexões sobre o papel das equipes de trabalho dessas instituições no reconhecimento e no despertar das habilidades e competências dos jovens acolhidos para sua entrada no mundo do trabalho”, comentou o gerente do CREAS, Jailson Guimarães.

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.