COMPARTILHAR

Obra Morro do EngenhoEmpréstimo via programa PAC do Governo Federal tem juros de 3% AO ANO

 
Uma obra que vai mudar a mobilidade urbana em Itaúna. Todas as pessoas que residem na cidade, ou que estiverem de passagem por Itaúna e precisarem acessar a rodovia MG-431 serão beneficiados pela obra que está sendo executada pela Prefeitura e que precisa ser concluída no bairro Morro do Engenho. A obra vai, também, possibilitar desafogar o trânsito na Avenida Dorinato Lima. Atualmente a Dorinato Lima registra intenso fluxo de veículos de todas as pessoas que precisam sair ou entrar para a cidade pela MG-431, além do trânsito dos moradores do bairro. A avenida é uma via estreita e que registra grande número de acidentes, alguns com vítimas fatais.

 

 

A Prefeitura já investiu em torno de R$2 milhões, por meio da Secretaria de infraestrutura, para obras de estabilização e terraplenagem no local, já transformando a paisagem da região, na continuação da rua Ovídio Silva, que antes era um ponto de despejo irregular de lixo e entulho causando grandes transtornos à população do local. Periodicamente vários caminhões de lixo eram retirados do local pela Prefeitura mas, pouco tempo depois, a sujeira estava de volta.

Recursos para a obra

Como dissemos acima, a Prefeitura já investiu em torno de R$2 milhões em obras de fundação no local. As obras de terraplenagem e estabilização do solo deverão ser integralmente concluídas ainda no primeiro semestre de 2015. O trecho tem extensão total de 1.570 metros. A obra completa está orçada em R$ 4.692.110,16.

A Operação de crédito que busca o Município de Itaúna já está inserida no Programa de Aceleração do Crescimento – PAC-2 do Governo Federal – para pavimentação e Qualificação de Vias Urbanas. A verba disponível por meio do PAC e financiada pelo BNDES tem JUROS MUITO ABAIXO DO PRATICADO NO MERCADO e LONGO PRAZO PARA PAGAMENTO. Esta é a forma de financiamento ao qual os municípios podem recorrer para a execução de obras de pavimentação e qualificação de vias com JUROS DE APENAS 3% A 6% AO ANO. O Município de Itaúna já foi habilitado a realizar estas obras por meio deste programa do Governo Federal, dependendo agora somente da aprovação do empréstimo pela Câmara de Vereadores.

“Como profissional e como cidadão entendo ser excelente este acesso e esta avenida, que já foi pensada desde o Governo Dr. Célio Calambau até o atual prefeito. Muitos foram fazendo pequenas partes aos poucos, até o Sr. Luiz Guimarães, Vice Prefeito, atuando no cargo do Prefeito que se encontrava fora do País, abriu a ligação da Av. Ovídio Silva à Jove Soares (estrada pequena, mas de terra). Agora, do projeto, falta pouca coisa de terraplanagem, lá nas proximidades do trevo. O resto é asfaltamento e iluminação. Sou totalmente a favor e tenho trabalhado neste projeto com prazer.”, afirmou o economista e professor Ângelo Matos.

O professor complementa: “A Secretaria do Tesouro Nacional é muito rigorosa na análise dos projetos. Não é à toa que começa como uma carta de intenções, apresentando as perspectivas de receitas para os próximos 10 anos e o impacto das prestações nestas receitas. Se fosse minimamente inviável ou inviabilizante para o futuro, a STN JAMAIS aprovaria a carta consulta. Somente após a aprovação da carta consulta é que se inicia o processo de financiamento. Não existem políticos partidários analisando processos, são técnicos de altíssimo nível, todos concursados”.

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.