COMPARTILHAR

IMG_8310Além do abraço simbólico e do parabéns, evento contou com disputas esportivas e reunião de lideranças para solução de problemas

 

 

O Caic, no Morada Nova, espaço que engloba a Escola Municipal Dona Cota, o Núcleo de Educação Infantil Santo Agostinho e o PSF Morada Nova I, está completando 20 anos de existência. E para marcar a data, um evento comemorativo foi realizado na manhã de sábado, 23/05, na quadra do “Dona Cota”, envolvendo funcionários da instituição, alunos, familiares, comunidade da região e convidados. A programação contou com momento de oração, abraço simbólico, parabéns, homenagens aos profissionais com mais tempo de trabalho (20 anos), números artísticos, competições esportivas e uma reunião que envolveu lideranças de diversos segmentos.

 

 

Cultura e esporte

Após a abertura e a recepção por parte da Direção da Escola, tiveram início as partes cultural e esportiva do evento. Crianças do 3º Ano fizeram uma apresentação musical no estilo hip-hop e encantaram os presentes. Já as turmas de 4º e 5º anos fizeram as disputas nas modalidades futsal masculino e queimada feminina. O que não faltou foi adrenalina e muita habilidade dos atletas. As disputas foram acompanhadas pelos pais e torcidas de cada time.

 

 

Reunião de lideranças

Paralelo ao evento dos 20 anos do Caic, uma reunião de lideranças foi realizada com objetivo de formar parcerias e buscar a solução de problemas enfrentados, principalmente quanto à segurança publica. Vários segmentos da sociedade civil itaunense foram convidados para o encontro. Estiveram presentes a Secretária de Educação e Cultura, Maria Virgínia Morais Garcia, o Chefe de Gabinete da Prefeitura de Itaúna, Fábio Joaquim Gonçalves, o Assessor de Gabinete, Rosse Andrade, a Diretora e a Vice-Diretora da E.M. Dona Cota, Jane Alves e Norma Machado, além de membros do Colegiado Escolar, da Associação Comunitária e do PSF do bairro Morada Nova, Polícia Militar e do Núcleo de Educação Infantil Santo Agostinho.

 

 

Abrindo os trabalhos, a Diretora da E. M. Dona Cota lembrou os recentes atos de violência (furtos) sofridos pela instituição e a necessidade de se buscar meios que contribuam na solução da falta de segurança pública do espaço. “O benefício oferecido aqui não é de graça. Vem do bolso de cada cidadão, que paga seus impostos e espera retorno dos tributos quitados. Mesmo quem não é do bairro tem dinheiro aqui. Por isso a necessidade de unir toda sociedade civil organizada em torno deste problema”, afirmou. Jane lamentou a falta de representantes de outros segmentos convidados (e que não estiveram presentes) e lembrou ações que foram iniciadas para melhorar a segurança de alunos e profissionais (monitoramento por câmeras e novo sistema de alarme com sirena).

 

 

Representando o Prefeito Osmando, que estava em outro compromisso, o Chefe de Gabinete, Fábio Gonçalves, afirmou que o momento é de união. “A Prefeitura não pode cuidar sozinha. Cada um tem a sua responsabilidade neste contexto. Por isso estamos aqui convocando cada segmento para esta luta conosco. Quando roubam nesta Escola, estão roubando é do cidadão, da comunidade itaunense como um todo. Juntos somos mais fortes que esta minoria que quer fazer o mal”, disse. Fabinho ainda explicou as dificuldades em destinar verbas para ajudar nos problemas enfrentados e contou que a Polícia Civil continua investigando os furtos acontecidos recentemente.

 

 

Em sua fala, a Secretária de Educação, Maria Virgínia, também falou sobre as dificuldades enfrentadas e citou ações que visam a melhoria na segurança do local. “Vamos fazer maior controle em relação às entradas do prédio, já começamos a identificar os funcionários com crachás, retornamos com o servidor Elmo para ajudar no controle, estamos vendo a possibilidade de nova iluminação, dentre outras melhorias que serão implantadas. Em outros lugares, a união de esforços da sociedade venceu a violência e aqui não será diferente”, afirmou. Virgínia anunciou durante a reunião o início de um novo projeto, o “Nossa Escola, Nosso Espaço”, que começa dia 13/06 e oferecerá oficinas gratuitas de artes e esporte para a comunidade.

 

 

Membros do Colegiado Escolar e da Associação Comunitária afirmaram que a reunião não tinha objetivo de atacar qualquer segmento que seja mas sim buscar parcerias e resolver a difícil situação vivenciada por quem utiliza o Caic em suas atividades de educação e saúde. Polliana Pereira, representando o PSF, e Rosse Andrade, Assessor de Gabinete, compartilharam da mesma opinião. “É comum delegarmos muita responsabilidade a terceiros e esquecemos de fazer a nossa própria parte. Vamos pensar de que forma podemos contribuir com nosso algo a mais. A própria comunidade pode dar a sua contribuição. E para as famílias, pedimos que nos ajudem com exemplo e respeito em casa”, finalizou Rosse Andrade.

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.