COMPARTILHAR

IMG_9730Atividade desenvolvida pelo CREAS teve como objetivo orientar esses profissionais a denunciarem casos de maus-tratos

 

Cerca de 80 profissionais da Secretaria de Saúde participaram de um debate sobre “Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa”, promovido pelo CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), nesta quarta-feira, 17/06, no auditório da Secretaria de Saúde. A atividade foi realizada pela Equipe do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi Adulto).

 
Na oportunidade, foram discutidas questões sobre Contexto, Identificação e Procedimentos em caso de violência contra idosos. Os profissionais da saúde também conheceram melhor o Estatuto do Idoso e conheceram os motivos pelos quais o idoso não denuncia a violência sofrida: vergonha, culpa pelo fracasso das relações familiares, medo de aumentar as hostilidades ou de perder o “amor” da família e omissão do acontecimento por aceitação da violência como parte natural das relações familiares.

 
“Todo tipo de violação contra a pessoa idosa deve ser denunciada. Nós promovemos esse debate com os profissionais da saúde porque na maioria das vezes são eles que têm o primeiro contato com o idoso que sofre algum tipo de violência, eles fazem esse acompanhamento e, ainda que o idoso não fale nada, os profissionais da saúde conseguem perceber comportamentos diferentes. Por isso estamos orientando-os a denunciar qualquer tipo de maus-tratos contra a pessoa idosa, para conseguirmos combater esse problema. As denúncias podem ser feitas anonimamente pelo disque 100, do Departamento de Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, que recebe, examina e encaminha denúncias e reclamações que envolvem violações de direitos humanos”, explicou o Gerente do CREAS, Jailson Guimarães.

 

 
A atividade faz referência ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, 15 de junho. A data visa à criação de uma nova cultura para evitar que a violência seja considerada algo natural, estimulando a construção de estratégias coletivas de prevenção e enfrentamento contra a violação de direitos. No ano passado o CREAS desenvolveu o tema com os próprios idosos.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.