COMPARTILHAR

Sem título-1Toda semana profissionais do Centro de Recuperação e Assistência Social Integrada se dedicam ao Crasi

 

 

O projeto “CRAS em movimento”, que leva os serviços oferecidos no Centro de Referência de Assistência Social – CRAS para mais perto da população, agora também está sendo promovido no Crasi – Centro de Recuperação e Assistência Social Integrada. O Crasi é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos que acolhe e cuida dos idosos. Atualmente 49 idosos são cuidados pelos profissionais do Crasi. Toda segunda-feira, na parte da tarde, os profissionais do CRAS também estão realizando um trabalho com eles. “É uma iniciativa excelente, porque essa interação com os idosos é muito boa, isso é vida para eles”, comentou a Presidente da entidade Ulisseia Coleta.

 

 
Nessa segunda-feira, 20/07, o CRAS contou com o apoio do Instituto Embelleze para promover uma tarde diferente para os idosos. Além de se divertirem e dançarem, eles contaram com manicures, maquiadores e cabeleireiros para cuidarem do visual. A Maria Gonçalves, mais conhecida como Dona Nega, além de pintar as unhas aproveitou para dançar muito com o pessoal do CRAS. Dona Nega tem 99 anos, é a moradora mais velha do Crasi, mas, ela diz para todos que tem apenas 69 anos. Os funcionários dizem que Dona Nega tem muito pique e adora se divertir.

 
“O ‘CRAS em movimento’ é uma série de ações que visam a promoção social e nós precisamos do maior número de pessoas, na maior abrangência possível dentro do município. Com o apoio das entidades nós vamos ao foco, conhecemos aquele usuário, sua família e a sua história, traçamos as ações na esfera social para trabalhar em cima disso. Nós conversamos com o idoso, com sua família e procuramos saber os motivos para ele estar aqui, depois tentamos fortalecer os vínculos desses indivíduos com seus familiares, para que dessa forma a gente consiga o bem-estar e melhor qualidade de vida deles”, comentou Helton Vilaça, Coordenador do CRAS.

 
Para se manter o Crasi conta com a ajuda da comunidade e com o telemarketing, que funciona com três operadoras. As roupas, fraldas e alimentos também são doadas pela comunidade. “Contamos com a ajuda da comunidade para tudo. Recentemente fizemos uma campanha nas escolas para arrecadar alimentos, nossa despensa estava ficando vazia. O retorno da campanha foi muito bom, estamos com as prateleiras cheias de novo”, comentou Ulisseia.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.