COMPARTILHAR

hakuna_plen (1)No dia 10 de março de 2015, durante a Reunião Plenária da Câmara Municipal de Itaúna a cidadã Maria Cristina Campos Nepomuceno utilizou do espaço da Tribuna Livre acusando o vereador Marcinho Hakuna de falta de decoro parlamentar, pelas condutas de falsa identidade e abuso de poder. Isso ocorreu devido a uma investigação que estava sendo feita pelo vereador em documento público relacionado a retificação de áreas de imóveis.

 

 
A partir da denúncia da cidadã, foi determinado pelo Presidente da casa, Francis Saldanha a criação do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, que investigou minuciosamente o caso.

 

 
Após apurações e audiências realizadas pelo Conselho de Ética, foi constatado que as acusações ao vereador são infundadas. Foi então solicitado pelo Conselho o arquivamento da denúncia, sem nenhuma penalidade a ser aplicada ao parlamentar, que agiu dentro de suas atribuições.

 

 
O vereador Marcinho Hakuna esclarece que “esse primeiro trabalho desenvolvido pela Comissão de Ética foi de suma importância, pois apurou a veracidade dos fatos e esclareceu à comunidade, de forma imparcial, o objetivo do vereador: analisar possíveis irregularidades em procedimentos públicos de qualquer natureza”.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.