COMPARTILHAR

dscn3718Na reunião extraordinária do dia 22 de dezembro os vereadores aprovaram 06 projetos.

 

O projeto 94/2015 autoriza a concessão de direito real de uso de imóvel público à empresa Alimentos Rei do Forno Ltda.

 

 

O Projeto 101/2015 autoriza a concessão de imóvel à empresa Uaisoft Sistemas de Gestão Ltda.

 

O projeto 106/2015 autoriza a concessão de uso de imóvel à Torrefação Windsor de Minas Gerais Ltda.

 

O Projeto 104/2015 dispõe sobre o financiamento do déficit técnico apurado na avaliação atuarial de 2015.

 

 

O Projeto 95/2015 dispõe sobre a desafetação de um terreno localizado no bairro Pio XII sendo doado ao Estado de Minas Gerais, para construção da sede do Poder Judiciário da Comarca de Itaúna.

 

 

Alienação do imóvel da Prefeitura- foi aprovado pelos vereadores o Projeto 96/2015 que define a desafetação do imóvel onde funciona hoje sede da Prefeitura de Itaúna. Foram incorporadas duas emendas ao Projeto: Uma Emenda Aditiva definiu que os recursos obtidos com a venda do imóvel da Prefeitura deverão ser usados exclusivamente na construção da nova sede. Uma Emenda Modificativa define que o imóvel deverá ser alienado mediante licitação por concorrência pública.

 

 

O vereador Maurício Aguiar classificou esse projeto como de grandeza e melhor acessibilidade para o cidadão. O vereador Hélio Machado defendeu o crescimento da cidade e a aprovação desse projeto. Os vereadores Joel Márcio e Hudson Bernardes cobraram o envio desse tipo de projeto com maior tempo para análise e votação. O vereador Lucimar Nunes defendeu o crescimento da cidade com a aprovação desse projeto. O vereador Antônio Da Lua parabenizou a iniciativa desse projeto e relatou que, a exemplo da Cidade Administrativa em Belo Horizonte, Itaúna terá essa melhoria. O vereador Nilzon Borges defendeu ser esse um projeto inovador para a cidade e ressaltou as avaliações já feitas sobre o valor do imóvel a ser vendido. Para o vereador Gleisinho esse projeto vai trazer muitos benefícios principalmente a acessibilidade. A vereadora Palmira Feliciano defendeu a acessibilidade em todos os prédios públicos e a necessidade de conhecer melhor esse projeto. O vereador Alex Atur lembrou que a criação da Cidade Administrativa em Belo Horizonte também foi criticada, mas hoje é bem vista. Ele também defendeu o nome limpo do Prefeito Osmando Pereira. O vereador Adão Batista lembrou que para haver a criação de loteamentos necessita destinar área para o município. Ele citou vantagens e desvantagens relacionadas a esse projeto, inclusive relacionado ao transporte público. O vereador Édio Gonçalves classificou o atual prédio da Prefeitura como obsoleto para a cidade atual. O vereador Giordane Alberto classificou o projeto como visionário e de grande benefício para Itaúna, mas não se identificou como seguro a ser favorável ao projeto. O Presidente Francis Saldanha defendeu o desenvolvimento da cidade através desse projeto. O Projeto foi aprovado com votos contrários dos vereadores Marcinho Hakuna, Joel Márcio, Adão Batista, Palmira Feliciano, Hudson Bernardes e Giordane Alberto.

 

 

Reuniões Plenárias: ao final dessa reunião o Presidente Francis Saldanha cumprimentou a todos desejando um Feliz Natal e um novo ano de muitas vitórias. Ele encerrou oficialmente o Ano Legislativo de 2015, informando terem sido realizadas nesse período 47 Reuniões Plenárias, onde foram aprovados 140 projetos em benefício da comunidade.

 

 

A próxima Reunião Plenária será no dia 02/02/16, podendo ocorrer reuniões extraordinárias.

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.