COMPARTILHAR

DSCN5272Além da visita de agentes em residências, indústrias e comércios, fumacê costal também é usado em toda a região

Com o agravamento e aumento de casos de dengue, chikungunya e zika vírus em todo o país, o setor de Endemias da Secretaria de Saúde de Itaúna, iniciou um trabalho intenso e fortificado para tentar livrar o itaunense deste mal que assola todo Brasil. Foram contabilizados 543 notificações da dengue em toda a cidade. O número maior de notificações é no bairro Jadir Marinho, o total de 121, o que representa 22,28 % do número total. Os dados são somente do mês de fevereiro deste ano. Para combater esse número a Administração Municipal enviou no dia 16 de fevereiro, 24 agentes de endemias e três supervisores, que irão visitar todos os 1.078 imóveis do local.
Mutirão no bairro
Durante todo o dia os agentes passarão em 100% das residências, indústrias e comércios, verificando a construção e todo o terreno, em busca de criadouros e focos da larva do aedes aegypti. Além da visita dos agentes, também está sendo usado o Fumacê Costal, que fará um cerco no bairro matando os mosquitos que estiverem voando. Para atender a reinvindicação dos moradores, foi feita uma fiscalização em todo o imóvel onde funcionava um alto-forno. No local apenas um foco foi encontrado, e 40 foram localizados em todo o bairro pela equipe de agentes.

 
Colaboração da população é fundamental
Os criadouros de larvas encontrados estão em sua maioria em ralos de passagem de água, bebedouros de animais de estimação (cães, gatos e pássaros), baldes usados para coleta de água da chuva para reaproveitamento, lixo (latas, garrafas e vasilhas), bandejas de degelo de geladeiras e vasos de plantas.

 

O maior problema enfrentado pela Secretaria Municipal de Saúde é a resistência dos moradores em permitir que os agentes de endemias e agentes comunitários de saúde entre em seus imóveis.A luta está tão acirrada, que nos dias um, dois e três de fevereiro, 100% das casas no bairro Jadir Marinho foram verificadas e estão sendo vasculhadas novamente e focos continuam aparecendo. A Administração Municipal pede a colaboração de todos os itaunenses para que limpem suas residências e quando forem visitados pelos agentes permitem o acesso ao imóvel, para que consigamos sair vitoriosos nesta guerra. Se um morador não colaborar, o mosquito criado em seu imóvel, pode contaminar dezenas de outros itaunenses que mantém seus lares livres do aedes aegypti.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.