COMPARTILHAR

teste-glicemia-erro4Repasses estaduais não estão sendo feitos também em outros setores da saúde

 

 
A disponibilização de fitas para medição de glicemia para os pacientes que são cadastrados é responsabilidade do Governo do Estado, que deixou o material faltar nas cidades mineiras há três meses. Depois de muitos questionamentos da Secretaria Municipal de Saúde, cobrando deles a responsabilidade e envio do material que já estava começando a faltar na cidade, o Governo Estadual respondeu, na semana passada, que estava abrindo licitação para aquisição do mesmo. Como o processo é demorado e buscando atender às necessidades da população de Itaúna, a Secretaria Municipal de Saúde, no intuito de minimizar os problemas enfrentados pelos cidadãos, iniciou nesta semana processo para aquisição das fitas de medição de glicemia capilar. O material deve ser disponibilizado para a população em cerca de 30 dias.

 

 

“A Secretaria Estadual de Saúde é a responsável pela compra e distribuição entre os municípios dos aparelhos e fitas para medição de glicemia capilar. Contudo, na falta do fornecimento por parte do Governo Estadual, o prefeito Osmando determinou a compra das fitas pelo município, mesmo diante de todas as dificuldades financeiras enfrentadas”, informou a Secretária de Saúde, Ângela Gonçalves do Amaral.

 

 

O prazo requerido para o processo de compras ate a entrega dos produtos, mesmo em condições emergenciais, gira em torno de 30 dias, pois existem tramites e prazos a serem cumpridos, determinados pela Lei 8666.

 

 

Desabafo

“A compra de fitas de glicemia não é uma rotina da Secretaria Municipal de Saúde, por isso não existe contrato firmado com empresa fornecedora e foi necessário inicio do processo de compras. Infelizmente a Secretaria Estadual de Saúde não avisou previamente que não iria fornecer as fitas, e na verdade só enviou comunicação através de nota técnica distribuída no final de fevereiro. A última remessa de fitas enviada pela Secretaria Estadual de Saúde aconteceu em agosto de 2015, e deveria ter sido entregue outra em novembro de 2015. Em novembro ainda tínhamos estoque destes produtos, passamos a entrar em contato com o Estado, cobrando a entrega, e recebíamos informações desencontradas sobre possíveis datas de recebimento.

 
Sentimos um total descompromisso da Secretaria Estadual de Saúde para com a população mineira e com a Secretaria Municipal de Saúde. Os pacientes diabéticos precisam monitorar sua glicemia capilar para manter sua condição de saúde e evitar os agravos secundários que a doença pode trazer”, desabafa a Secretária Municipal de Saúde.

 

 

Em Itaúna, são distribuídas cerca de 30.000 fitas de glicemia a cada mês, atendendo cerca de 3.000 pacientes.

 

 

Falta de compromisso em outros setores

 

 

Além da falta das fitas de glicemia, ainda estão atrasados repasses estaduais para custeio da Atenção Básica que não são recebidos desde novembro de 2015. É importante deixar claro para o cidadão que o SUS tem financiamento tripartite e se os demais entes da federação não cumprem com seu compromisso, a execução das ações que é de responsabilidade municipal, fica comprometida.

 

 

O governo municipal investe cerca de 30% de seus recursos próprios em serviços de saúde, enquanto que o percentual mínimo legalmente definido é 15%.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.