COMPARTILHAR

Gilclér ReginaEu entendo que a motivação do ser humano é justamente aquela que o faz buscar um melhor sentido da vida, melhores condições de vida para sua família, para seu bem estar e percebemos que se a pessoa está de bem com a vida, o seu trabalho vai bem. A sua vida vai bem.

 

 

Como seres humanos somos afeto em pessoa, carência de sentimentos melhores, de espiritualidade, de motivação, de se acreditar crescendo e, sobretudo de família e quando um dos pilares cai à possibilidade de erro, de desconcentração, de maus resultados, de nada dar certo é muito maior.

 

 

 

A falta de motivação tem sido o grande obstáculo das pessoas. Há muita pressão nos dias de hoje. A crise aumenta isso todos os dias. Se alguém estiver desempregado, enfrenta pressão em casa, na família, recebe uma carga de stress muito grande, aumenta o medo e aí a tendência é piorar.

 

 

 

Se estiver em plena carga de trabalho cobra mais resultado de si mesmo ou recebe esta carga dos superiores e o próprio medo dos bons ventos irem embora. É preciso mesmo muito cuidado para não se deixar levar pela desmotivação.

 

 

 

Lembro as palavras do Rei Salomão quando disse: “O coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos”. Ou seja, o motivado é o coração alegre e o desmotivado de plantão, aquele que puxa energia o tempo todo para baixo é o secador de ossos.

 

 

 

A questão das pessoas sentirem dificuldade em manter a motivação me parece uma questão cultural. Primeiro vem da própria família. Uma criança com oito anos já recebeu aproximadamente cem mil vezes a palavra “não” e isto fica gravado.

 

 

Como aprendemos desde pequenos, acaba ficando mais fácil aceitar o “não” do que o “sim”. Depois vem a sociedade, onde as conversas e fofocas são sempre sobre alguma circunstância negativa e vários programas de sucesso têm o foco na violência, nas coisas negativas, na desesperança, na desgraça alheia.

 

 

 

Eu falo para meus amigos que ser capa de jornal com notícia boa é difícil mesmo, porque com notícia negativa qualquer bandido é capa. Participar do Lava Jato te deixa em evidência mesmo. O problema nunca é o problema, é a atitude que temos diante dele e o medo do problema é pior que o próprio problema.

 

 

Se alguém me perguntasse sobre estímulos motivacionais para vencer desafios e se isso poderia gerar reflexos na vida pessoal eu responderia com toda a certeza deste mundo que quando uma pessoa vence metas, conquista resultados, supera desafios, ela libera toda aquela carga de adrenalina e essa energia positiva a faz sentir que é tão útil e tão importante que esse sentimento de utilidade é levado para sua vida pessoal.

 

 

Será que a falta de motivação começa realmente a ser uma ameaça? Muitas vezes me perguntam se existem sintomas que podem ser identificados com facilidade, no dia-a-dia.

 

 

Eu penso que quando alguém passa a ser indiferente às coisas que estão acontecendo é o primeiro sintoma. Pode ser alguma coisa que está incomodando como um relacionamento conflituoso. Gente assim anda cabisbaixa, veste-se mal, briga por qualquer coisa ou o contrário não briga por nada, é apática, no time do “tanto faz como fez”, algo que eu definiria como uma “depressão moral”.

 

 

Pessoas assim são ansiosas para a semana terminar logo, comentam que a sexta feira não chega nunca e ainda ficam doentes facilmente.

 

 

Para quem se sente desmotivado, seja no campo pessoal ou no profissional a melhor dica é buscar ajuda.

 

 

Nesta ajuda que poderia ser a conversa com profissionais, seja da área motivacional, psicológica ou religiosa essa pessoa poderia verificar através do exemplo de outras que têm muita gente fazendo verdadeiros milagres na vida para sobreviver e alguns até atingindo um pódio até então inimaginável e que Deus nunca fez o ser humano para ficar grudado ao chão e sim para voar alto.

 

 

A visão de que motivar pessoas custa caro é um mito porque muito mais caro é ter um pessoal desmotivado. A “desculpa”, sempre vem de pessoas descompromissadas. A verdade é que a vida é feita de resultados e todos nós precisamos de metas!

 

 

Na mesma equipe tem gente marcando gol e outros marcando os gols contra e estes comprometem os resultados.

 

 

A palavra chave é comprometimento. Quem quer resultados sabe que tem que motivar pessoas e fazer um pacto com a atitude, isto é, destruir para construir. Destruir o mau humor para construir bom humor, destruir a mentira para construir a verdade, destruir a desculpa para construir resultados e enfim, destruir um coração duro para abrir um coração cheio de fé vibrante e verdadeira.

 

 

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

 

 

• Gilclér Regina é Escritor e Palestrante Profissional
Uma pessoa simples que se transformou num dos mais reconhecidos Conferencistas do país, com atuações também no exterior.
www.gilclerregina.com.br
www.facebook.com/gilcler
044-3041-7150

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.