COMPARTILHAR

DSCN0051Como cerca de 80% dos focos estão nas residências, é preciso que população faça sua parte

 
Mais de 28 mil residências e lotes de Itaúna receberam o combate direto ao mosquito transmissor do vírus da dengue por meio do fumacê costal, quando agentes de endemias transportam o inseticida UVB numa espécie de mochila. Além disso, foram realizadas campanhas nas rádios, TV, carro de som, palestras em escolas, dentre outras iniciativas da Prefeitura Municipal de Itaúna para combater o problema. Mas nem com todas estas iniciativas, além da mudança climática (o mosquito prefere temperaturas mais elevadas) o mosquito deu uma trégua. Os números continuam alarmantes e é preciso o apoio irrestrito da população, já que cerca de 80% dos focos estão nas residências e é preciso eliminá-los.

 

 
Até o último dia 16 de maio, a Secretaria Municipal de Saúde informou que pelo menos seis mortes tiveram ligação com a doença. Porém, das mais de 5.700 notificações relacionadas à dengue, mais de 3.100 foram descartadas, com diagnóstico negativo.

 
Zika e Chikungunya

 
Itaúna não passa em branco com relação às outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. São pelo menos quatro casos que estão sob investigação, dois de cada, o que pode mostrar a dificuldade em se combater a doença sem o apoio da população.

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.