COMPARTILHAR

Sem títuloUm homem de 40 anos é suspeito de usar documentos falsos e aplicar golpes em Itaúna. Ele havia sido preso por um desses crime, mas foi solto porque o delito foi classificado como “algo menor”. Após investigações, a Polícia Civil descobriu que ele é suspeito de outros delitos e agora procura por ele novamente.
De acordo com o delegado Diego Lopes, o suspeito e alguns comparsas pesquisavam na internet por empresas que possuem e Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) válido e procuravam outras, se passando por funcionários das empresas que encontraram na pesquisa, e compravam vários materiais, como eletroeletrônicos e itens de construção, emitindo cheques sem fundos ou clonados.
“Estimamos que o prejuízo possa chegar a até R$ 1 milhão. Esse golpe não era aplicado apenas no Centro-Oeste. Já identificamos vítimas em Belo Horizonte”, informou o delegado.
O suspeito pelo crime foi preso quando tentava aplicar um golpe em uma empresa usando um documento falso, mas já foi solto. “Porque quando ele foi preso, aparentemente se tratava de um crime menos grave, porque era um fato isolado. Contudo, agora, com o evoluir das investigações, a gente conseguiu angariar mais elementos e mais provas que demonstram que o golpe era muito maior do que o crime que ele cometeu no dia da prisão”.
Agora ele poderá ser preso denovo. “Em função do grande número de provas e elementos que tentaremos trazer para o inquérito policial e ao final das investigações deverá representar pela prisão dele”, finalizou o delegado.

 

 

Confira as reportagens do MGTV e TV Integração;

 

 

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.