COMPARTILHAR

IMG_3031Fluidez para o trânsito de Itaúna e desenvolvimento da região são alguns dos benefício previstos

 
A importante obra na Avenida Gabriel da Silva Pereira, de interligação entre a Avenida Jove Soares e a MG-431, segue a todo vapor em Itaúna. Toda a parte de capitação pluvial já foi finalizada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE – e agora a Secretaria de Infraestrutura da Prefeitura Municipal está fazendo a sub-base e a base para o recebimento do asfalto. Caminhões, máquinas e homens trabalham em período integral no intuito de acelerar o serviço e completar a interligação, que passa pela Avenida Gabriel da Silva Pereira.

 
Os trabalhos começaram no fim de maio e o prazo de entrega é de no máximo seis meses. Além do que já foi realizado, a obra consiste também em pavimentação da Avenida em duas pistas, numa extensão de 780m, iniciando-se na Rua Otávio de Brito, no bairro Nogueirinha, até a confluência com a Rua Vasco Mendes, no bairro Morro do Engenho. Também será implantada iluminação central em toda sua extensão.

 
A abertura da avenida vai beneficiar e permitir a expansão urbana para uma importante região da cidade, sem falar na melhoria do trânsito de Itaúna, já que será criado um novo corredor de acesso à MG-050, através da Avenida Jove Soares, cortando a área urbana da cidade em toda sua extensão.

 

 
A empresa responsável pelo serviço de asfaltamento é a Emconbras LTDA, e o custo total do serviço será de R$1.647.530,48 (um milhão, seiscentos e quarenta e sete mil, quinhentos e trinta Reais e quarenta e oito centavos). Parte do recurso foi obtido junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais – BDMG com contrapartida do município que também fez toda a base visando exatamente a redução no custo da obra.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.

1 COMENTÁRIO

  1. Em 23/08/2013 foi anunciado por este jornal a obra do trevo da MG 431. Se concluída, corretamente, poderia estar contribuindo por um trânsito seguro e organizado. O que vai acontecer nesta obra da Av. Gabriel da Silva Pereira, que no mapa de Itaúna aparece como Rua Ovídio Silva, é uma pista, no padrão da Av. Jove Soares, estrangular-se no seu final quando encontrará, possivelmente a Rua Vascos Mendes. Então, não pode ser dito que é uma obra de interligação com a MG 431. Todo o fluxo de transito ser destinado a mesma Av. Dorinato Lima que tem seu transito limitado para um acesso alternativo à Cidade de Itaúna. Possivelmente, poucos conhecem a região onde está sendo adequada a Av. Gabriel da Silva Pereira. Quando criança, era ali meu local para andar de bicicleta. Começávamos a descer no final da Av. Jove Soares indo direto até o final Av. Gabriel da Silva Pereira que estava paralela a Rua Vascos Mendes. Isso há 34 anos. Com o passar dos anos, casas foram construídas na atual Av. Gabriel da Silva Pereira. Assim, o traçado original foi perdido. Alguém autorizou? Desta forma, a avenida que um dia foi projetada para facilitar o transito, termina hoje num estrangulamento e direciona o transito para dentro de um bairro. Um projeto sem sentido prático. Se alguma Autoridade buscar na historia verá que as casas posicionadas sobre a atual Av Gabriel da silva Pereira estão, a meu ver irregular. Pensem nisso, avaliem os fatos e corrijam o erro. E ainda, o correto é concluir o trevo da MG 431 cuja verba foi liberada em 2013.

Comments are closed.