COMPARTILHAR

tabela_sesA região Centro-Oeste de Minas já soma 23 mortes confirmadas por dengue e quatro gestantes contaminadas pelo zika entre 1º de janeiro de 2016 e 4 deste mês de julho, de acordo com boletim divulgado na terça-feira (5) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Não houve confirmação de morte por chikungunya na região durante o período.

 
O município que lidera o ranking de mortes por dengue neste ano é Itaúna, onde foram confirmadas seis mortes pela doença neste ano. Divinópolis e Pará de Minas tiveram cinco mortes cada. Duas mortes foram registradas em Pompéu e outras duas em Lagoa da Prata. Apenas as cidades de Santo Antônio do Monte, Estrela do Indaiá e Cláudio tiveram um único caso da doença.

 

 
Já Bom Despacho tem o maior número de gestantes com contaminação confirmada pelo vírus zika. São duas pacientes com a doença. Outro caso de confirmação da doença na região neste ano ocorreu em Pitangui.

 

 

Em Minas

 
Em todo o Estado a soma de mortes por dengue chegou a 186 neste ano. De acordo com a SES, 82,2% dos pacientes apresentaram sintomas mais graves da doença e 54,8% das vítimas tinham mais de 65 anos de idade.

 
A SES afirmou que o crescimento no número de registros de óbitos na última semana não expressa necessariamente ocorrências recentes. “Para que a confirmação dos óbitos por dengue possa seguir um padrão, a SES realiza uma avaliação dos casos enviados pelas secretarias municipais de saúde que, após análise, são encerrados e inseridos no boletim epidemiológico. Dessa forma, os casos encerrados nesta última semana são acumulativos e dizem respeito a óbitos de todo o período de janeiro a julho de 2016”, pontuou.

 
Até o momento, desde o início de 2016, já foram confirmados 4.606 casos de zika vírus em Minas Gerais. Deste total, 299 casos tiveram confirmação laboratorial e 4.307 foram encerrados pelo critério clínico epidemiológico. Foram confirmados 280 casos de gestantes com a doença na fase aguda até sábado último (2).

 

G1

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.