COMPARTILHAR

600O assunto que dominou a reunião da Câmara de terça-feira 13/09, foi a cobrança da Taxa de Lixo. Hudson Bernardes disse que a verdade já foi estabelecida com a opinião dos cidadãos itaunenses na pesquisa contratada pela Câmara Municipal em 2015. A empresa responsável pela realização da pesquisa foi IPEC – Pesquisa e Relacionamento. Foi apontado um índice de 84,4% contra a aprovação da cobrança; 69,8% não viram melhorias. O maior desgaste apontado pelos cidadãos itaunenses, segundo Hudson Bernardes é a cobrança da Taxa de lixo. “O estabelecimento da verdade será reforçado no dia 02 de outubro” prevê. Quanto a legislação federal nº11.445, que trata do Saneamento Básico, a mesma não impõe a cobrança, é critério do Prefeito. Recorreu à Constituição Federal – artigo 30 que define que é de competência do Prefeito de legislar de assunto de interesse local. Em 05/04/2014, quando o Prefeito Osmando compareceu a Câmara e falou da proposta da cobrança da taxa de lixo, Hudson o contestou sendo chamando de demagogo pelo Prefeito de “maneira desrespeitosa”. “Quero ver quem está com a razão” concluiu Hudson.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.

1 COMENTÁRIO

  1. o atual Prefeito errou feio, pensei que não fosse tão prepotente, talvez esteja mal assessorado e por isto não consegue entrar em um terreno de discussões com justificativas plausíveis.

Comments are closed.