COMPARTILHAR

20161111085243728258aDepois do Líbano e México, o Brasil – mais exatamente Divinópolis, na Região Centro-Oeste de Minas. O distrito de Ermida, a seis quilômetros do Centro da cidade, será sede da maior cruz iluminada do país, segundo informou ontem, em Belo Horizonte, o bispo da diocese local, dom José Carlos de Souza Campos. Com 73,80 metros de altura e estrutura de metal, o monumento “Cruz de Todos os Povos”, deverá ter a pedra fundamental lançada no próximo mês e inauguração prevista para o segundo semestre de 2017. “A do Líbano, concluída em 2010, representa o Pai, a do México (2012), o Filho, e a de Divinópolis, o Espírito Santo”, explicou dom José Carlos, destacando a homenagem à Santíssima Trindade.

 

 

O local escolhido para receber a cruz no mundo, doada por uma associação francesa e com recursos de 10 mil pessoas de diversos países, é o Morro Gurita, ponto mais elevado do município. Alguns aspectos impressionaram os estrangeiros idealizadores do projeto: em primeiro lugar, o nome da cidade, que significa “Cidade do Divino Espírito Santo”, e, em segundo, a geografia da área urbana, semelhante a uma pomba em voo e também símbolo do padroeiro de Divinópolis.

 

 

Dom José Carlos lembra que o Morro Gurita é um local “historicamente de devoção à cruz, abrigando uma de madeira, antiga”. A estimativa de gasto com o novo projeto, fruto de doações, ele faz questão de ressaltar, é de R$ 1,5 milhão. Secretário da Regional Leste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o bispo esteve em Belo Horizonte participando da assembleia anual, encerrada ontem, que reuniu mais de 140 religiosos e leigos, com destaque para 32 bispos e arcebispos mineiros e capixabas.

 

 

TOPO DO MORRO Um dos maiores entusiastas da iniciativa é o engenheiro mecânico José Geraldo da Silva Lucas, que, numa viagem à Europa, manteve contato com os integrantes da associação francesa Terra de Deus, alguns deles descendentes de libaneses e espanhóis. “Eles procuravam o terceiro lugar para instalar o monumento, cujo nome completo é ‘Cruz de Todos os Povos da Família de Deus’. É importante lembrar que, embora a Mitra Diocesana esteja à frente do projeto em Divinópolis, trata-se de um local para atrair todos os cristãos, todos os que se sintam filhos de Deus, e não apenas os católicos”, diz José Geraldo.

 

 

Autor da maquete de 1,40m de altura, que está guardada e ficará num convento, José Geraldo conta que o terreno de 10 mil metros quadrados, no topo do Morro Gurita, foi doado pela família de Antônio Alpino, residente no município. “Foram sugeridos 12 endereços no município para localização da cruz, e este, por ser o mais alto, ganhou a preferência. E 12 famílias se puseram à disposição para colaborar. Por coincidência, Gurita em tupi quer dizer local elevado”, diz o engenheiro, com alegria, acrescentando que a construção será administrada pela Mitra, também responsável, futuramente, pela gestão do monumento.

 

 

Os números que envolvem a cruz são superlativos. Segundo José Geraldo, ela terá duas vezes e meia a escultura do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, com 30m de corpo mais 8m de pedestal. Já as milhares de lâmpadas especiais que cobrirão a superfície, serão do tipo LED, brancas, com possibilidade de mudar de cor conforme a ocasião. “O sistema será instalado de tal forma que a cruz ficará iluminada por completo, sem mostrar os pontinhos das lâmpadas.” Atualmente, os coordenadores do projeto estão envolvidos com o trâmite da documentação do terreno na prefeitura e no Incra.

 

 

VISITAÇÃO “O monumento será erguido em honra do Espírito Santo e temos certeza de que será alvo de visitação”, diz José Carlos, citando a proximidade com Leandro Ferreira, no Centro-Oeste, onde foi sepultado Padre Libério (1884-1980). Natural de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o religioso está em processo de beatificação, havendo relatos de muitas graças alcançadas por sua intercessão e peregrinação à sepultura.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.