COMPARTILHAR

dede-santana-38Eterno Trapalhão aproveita para contar sobre as novidades e projetos para o ano de 2017

 

O programa “Os trapalhões” fez parte da vida de muitas pessoas. E conhecer um dos astros da comédia, o humorista Dedé Santana, é uma grande emoção.

 
Dedé esteve em Itaúna, mas com um personagem novo. Ele e o ator Felipe Cunha dividem a cena no espetáculo “ A última vida de um gato”.

 

 

A apresentação foi realizada no Teatro Sílvio de Mattos, na noite de domingo, 20/11. A comédia, como define o artista Felipe Cunha, traz não somente o riso, mas faz pensar na solidão, em relacionamentos e na forma como as pessoas se vão da nossa vida. “O espetáculo não é um riso gratuito, ele precisa levar uma informação. Nós cumprimos a nossa tarefa, que é fazer as pessoas pensarem também no cuidado, abandono e solidão de um idoso”, disse Felipe Cunha. Ao falar da honra de trabalhar com Dedé, os olhos de Felipe brilham. “Eu sempre tive o sonho de conhecê-lo, e hoje eu tenho a oportunidade de trabalhar e ser amigo dele. Ele é fantástico, muito humano. Dividir a cena com um ator como ele é muito gratificante”.

 

 

No espetáculo, Dedé deixa de lado o personagem já conhecido de todos nós, e da vida ao Doutor Santiago, que começa a receber visitas do seu vizinho, o jovem Santiago, interpretado por Cunha. Doutor Santiago deixa claro que não gosta de visitas, mas Santiago, tarólogo e místico, entra na sala, comenta sobre a falta de móveis, sobre o “ar de despedida” do apartamento e revela o que veio fazer. Ele, na verdade, teve um sonho, e avisa que tem premonições a curto prazo. E este sonho tem a ver com o futuro e o destino do seu vizinho, que ele nunca havia visto antes.

 

 

Pouco a pouco, os dois homens, de estilos de vida radicalmente diferentes, passam a se conhecer, impulsionados pela divertida capacidade de ser indiscreto do tarólogo que, aliás, continua a ter sonhos, cada vez mais detalhados e alarmantes. “Eu fiz outro personagem bem no começo da carreira, antes de ‘Os trapalhões’. Voltar aos palcos hoje, com 80 anos, e ao lado de Felipe é gratificante”, disse Dedé.

 

 

Sobre “Os Trapalhões”

Conversar com Dedé Santana sem citar “Os Trapalhões” é impossível. O humorístico foi exibido por 25 anos na TV Globo. O quarteto composto por Dedé Santana, Didi, Zacarias e Mussum arrancou gargalhadas e marcou gerações. Os humoristas fizeram 41 filmes, dentre eles o sucesso “Os Saltimbancos Trapalhões”, de 1981.

 

 

O filme foi transformado em espetáculo teatral e foi sucesso de público no ano passado. E para os fãs de Dedé e Didi, o ano de 2017 será cheio de surpresas. “Vamos lançar o filme ‘Os Saltimbancos rumo a Hollywood’. Ele é bem diferente do antigo, é mais musical. As músicas do Chico Buarque também estarão neste, mas vamos trazer mais músicas e os galãs dessa geração. Em janeiro, estreamos eu e Didi, um remake dos Trapalhões, vamos transformar este espetáculo ‘A última vida de um gato’ em filme, e já temos uma temporada nos Estados Unidos”.

 

 

Ao final da entrevista, o eterno Trapalhão agradeceu ao carinho. “Por onde vou as pessoas sempre reconhecem o trabalho que fizemos, isso é bom demais. Quero agradecer a vocês que fizeram de mim um eterno Trapalhão. É bom demais estar com 80 anos de idade e trabalhar com o que se gosta”, finalizou Dedé Santana, com humor e ternura.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.