COMPARTILHAR

bonfim

 

Se não ocorrer nenhum imprevisto climático, obra será entregue janeiro de 2017

 
A Capela do Bonfim tem importância histórica muito grande para a população de Itaúna. Por essa razão, sociedade civil e a Prefeitura Municipal não mediram esforços para a reconstrução da igreja, destruída por um incêndio criminoso em outubro de 2014, analisando cada detalhe para preservar o patrimônio sacro. Mas, além de toda a reconstrução, haverá outras obras no local, que passará a ser um espaço de cultura e turístico de nosso município. Vão ser feitas melhorias em todo o entorno, com arborização e melhora na estrada de acesso.

 
A previsão de entrega da obra é para janeiro de 2017, desde que não ocorram imprevistos climáticos. Em recente visita ao local, a assessoria de comunicação da Prefeitura constatou que o trabalho está a todo vapor, e que se tudo correr bem a obra será entregue na data prevista.

 
Até o momento, já foi realizada a reconstrução do coreto externo, a substituição das telhas nas casinhas no entorno da capela e todo serviço de marcenaria. Foi realizada também a montagem de andaimes para a reconstrução das paredes, que haviam sido comprometidas com o incêndio.

 
A comissão organizadora do projeto está marcando uma reunião para resolver se serão colocadas telhas novas, ou telhas antigas para manter e preservar a imagem patrimonial da igreja.

 

 

Conheça os envolvidos
A igrejinha do Bonfim, como é carinhosamente chamada pela população, foi construída em 1853 pelo fazendeiro tenente José Ribeiro Azambuja, em suas terras, e tombada como patrimônio histórico de Itaúna em 2006, por meio do decreto 4.912.

 
A reconstrução ocorre dois anos após um incêndio ter destruído completamente a estrutura da igreja, em outubro de 2014. A obra está sendo realizada em parceria entre a Prefeitura de Itaúna, a Mitra Diocesana de Divinópolis, o Ministério Público, a Associação Regional de Proteção Ambiental (ARPA) e o Centro Mineiro de Alianças Intersetoriais (CeMAIS). O trabalho vem sendo executado pela empresa Projetec, com custo de R$292.640,08, dividido pelas entidades comprometidas.

 

COMPARTILHAR

Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.