COMPARTILHAR

caoDoença pode ser transmitida para os humanos com risco à vida do animal e da pessoa contaminada

 

 
Para a realização dos testes de Leishmaniose uma série de procedimentos técnicos precisam ser realizados. Os “Testes Rápidos” para Leishmaniose são fornecidos pelo Ministério da Saúde e os Agentes de Endemias de Itaúna foram devidamente treinados e capacitados para a realização dos mesmos. No caso da Leishmaniose, que é uma zoonose (doença que afeta seres humanos e animais) a enfermidade tem evolução longa, podendo durar alguns meses e causar a morte, sendo responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde realizar o serviço.

 

 

Em 2016, a Secretaria de Saúde registrou nove casos em seres humanos, sendo que cinco foram do tipo “Tegumentar” e quatro do tipo “Visceral”, que foram devidamente tratados.

 

 

 

No que se refere aos resultados dos exames, são obedecidas as diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde, em que o animal positivo no TESTE RÁPIDO e ELISA (Ensaio de Imunoabsorção Enzimática) realizado pela Funed (Fundação Ezequiel Dias) em Belo Horizonte (laboratório de referência Estadual) se confirmada a positividade todo proprietário tem o direito ao exame de contraprova, que nunca foi impedido pelo setor de zoonoses.

 

 

 

Se mesmo com o resultado positivo da contraprova o proprietário insistir em tratar seu animal, ele e o veterinário devem assumir todas as responsabilidades cabíveis, tendo em vista que o tratamento da leishmaniose não é autorizado pelo CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária).

 

 

 

O Setor de Zoonoses informa que os profissionais não forçam a entrada nos imóveis particulares e não obrigam quem tem animal a realizar o exame. No que tange às ações dos Agentes de Endemias não foi relatado nenhum fato desta natureza à Secretaria Municipal de Saúde, mas no caso da existência desta infração as providências serão tomadas.

 

 

“O mais comum de acontecer é o inverso, onde na maioria das vezes os funcionários são hostilizados por uma pequena parcela da população, que age mais pela emoção que pela razão, o que é por nós relevado, pois os animais de nossas casas passam a ser membros da família. Muitas vezes o Setor de Zoonoses é criticado, principalmente nas redes sociais, por pessoas que nunca estiveram em nosso setor para terem conhecimento do trabalho realizado. Sempre tentamos uma convivência harmoniosa com estas pessoas que constantemente vem nos atacando, mas nunca com êxito, pois algumas delas, em detrimento da saúde pública, vem dificultando o trabalho que deve ser realizado para melhoria da saúde no município,” afirmou Antônio Delgado, gerente de Vigilância em Saúde.

 

 

Pedimos a colaboração de toda a população, se houver em suas casas animais com suspeita de Leishmaniose, entre em contato com o Setor de Zoonoses nos telefones 3241-4999, ramal 226 ou 3242-9606. O animal também pode ser levado ao setor para a realização do exame.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.