COMPARTILHAR

iorcNesse finalzinho de ano resolvi bater um papo com você leitor do noticias de Itaúna. Um papo sobre crescimento. Na verdade queremos amadurecer, outras vezes queremos ficar de “vez”, outras queremos ficar verdes. Sempre estamos querendo algo. A vida passa por etapas que cobra bastante de cada um. Crescer e amadurecer são vontades inerentes à vida. Conforme a vida segue, cada um bate de frente com desafios diferentes.

 

Os desafios são auxiliares para o nosso desenvolvimento. Sem eles não poderíamos graduar no tempo. A vida é assim, ora uma coisa, ora outra. Até algum tempo atrás, eu também tinha meus receios com relação a crescer. Minha sobrinha outro dia me dizia que crescer dói. Muitos são criados para ter medo dos obstáculos e desafios, mas o medo pouco adianta. Alguns até afirmam, “Se está com medo, vai com medo mesmo”. E agora, finalizando 2016, a gente poderia dizer: E agora?

 

Eu sempre falo no meu programa de rádio que somos herdeiros de uma cultura super protetora. E isso não é bom. Viver na zona de conforto não é sinônimo de crescimento. O bom da vida é arriscar o novo, tentar algo que injeta adrenalina e até mesmo arriscar na ousadia. Na verdade somos ousados por natureza, porém muita coisa anda escondida e não colocamos para funcionar. Conheço pessoas talentosas e com futuro brilhante em mesas de bar.

 

No barzinho e no efeito do álcool todos projetam sonhos. Quando passa a ressaca, nada da pessoa prosperar. Sonho de boteco é apenas sonho. Lamentável. Gosto de gente que chega e faz. Devagar ou apressadamente fazem, produzem, projetam e sonham. Convivo melhor com gente ligada no 220, gosto de desespero. Parece que a calmaria não leva ninguém a lugar nenhum. Na verdade, mar calmo não profissionaliza marinheiro. Outro ponto que valorizo é a autoestima. Quem possui autoestima, tem melhores condições em reconhecer seus valores. Tenho frequentado a Igreja Betel aqui em Itaúna e a luz divina temos citações que servem de injeção de ânimo.

 

Na verdade Deus quer prosperidade: “E não vos conformeis, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12.2). Se você que lê meu artigo frequenta igreja, congrega ou crê, deve estar pensando : “Debique, tá tudo tão difícil, parece que a vontade de Deus passou longe de mim”. E passa mesmo, e vai continuar passando se você não acelerar seu ritmo.

 

Na atual conjuntura não dá para ficar apenas lamentando. Acredito que nossa vida é baseada em sonhar, planejar e executar. As 3 coisas, bem casadas funcionam e funcionam bem. Lanço a você um desafio: Que 2017 você possa lembrar de tudo que não deu certo e abrir mão de planos já fadados ao fracasso. Imagine você planejando algo novo, algo entusiasmado e com mais chances de acerto. Já que 2016 foi um ano de erros, eu desafio você a ter mais acertos em 2017. Torço por você. Vamos a luta?

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.