COMPARTILHAR

Prefeitura e Governo do Estado iniciam processo de reestruturação que pode elevar Delegacia à Regional

 

 

A construção de nova sede para a Delegacia de Polícia Civil de Itaúna foi pauta de reunião do prefeito Neider Moreira com representantes do governo do Estado. O encontro, realizado na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, integra a agenda proposta pelo chefe do Executivo Municipal com o objetivo de liderar os esforços e reforçar a necessidade de medidas efetivas que resultem na melhoria da segurança pública na cidade, com foco, especialmente, na garantia de condições adequadas para a prestação dos serviços à sociedade.

 

 

“Como prefeito, tenho o dever de capitanear essa questão e não fugiremos da luta. Vamos reconstruir as boas relações com o Estado, argumentar de maneira consistente e tomar atitudes que resultem em melhorias para a população”, frisou. Neider também destacou a necessidade da administração municipal cobrar ações rápidas do governo de Minas, que é o principal responsável pela manutenção da segurança pública e por promover investimentos no setor.

 

 

E o governo agiu. Representado pela subsecretária do Centro de Serviços Compartilhados, órgão da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, Dagmar Dutra, o Governo de Minas anunciou a intenção de alienar o imóvel onde atualmente funciona a sede da Delegacia e reverter os recursos apurados para a construção de uma nova sede, mais ampla e adequada à realidade da instituição no Município.

 

 

A proposta será apresentada através de um Projeto de Lei, que deverá ser apreciado e entrar em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais – ALMG, ainda no primeiro semestre deste ano. Tanto o imóvel que abriga a Polícia Civil, na Praça Dr. Augusto Gonçalves, quanto o terreno onde se pretende construir a nova sede, no bairro de Lourdes, pertencem ao Estado.

 

 

O convênio, que será assinado em seguida, após a apreciação da matéria em plenário, prevê que o Município ficará responsável pela obra, executada a partir da liberação dos recursos pelo Estado. “A nova sede oferecerá as condições necessárias à Polícia Civil para conseguir elevar a Delegacia à Regional. Isso, na prática, garante mais recursos financeiros e humanos, com a ampliação do efetivo empenhado na manutenção da ordem pública e na repressão ao crime”, revelou Neider.

 
Participação

O encontro contou também com a participação do chefe do 7º Departamento de Polícia Civil, Ivan José Lopes, e dos delegados Letícia Gamboje e o Bruno Tasca Cabral, membro do Conselho Superior da instituição. O chefe da Delegacia Regional de Polícia Civil de Divinópolis, Leonardo Pio, entusiasta da medida, comentou a importância do envolvimento conjunto entre o Governo do Estado, a Prefeitura de Itaúna e a Polícia Civil.

 

 

“A proposta do Estado é perfeitamente viável para Itaúna e já ficou prevista uma nova reunião, com a Secretaria da Fazenda, para que sejam tratadas as questões referentes ao terreno. A construção de nova sede para a Polícia Civil é um ganho significativo, pois, vai proporcionar serviços de melhor qualidade para a população e condições de trabalho para os servidores. É uma fase importante para a implementação da Delegacia Regional, uma vez que teremos estrutura física para comportar todos os setores. Para a elevação, temos que passar por essa etapa”, salientou o delegado regional, Leonardo Moreira Pio.

 

 

Sobre a movimentação do Executivo Municipal em relação ao governo de Minas Gerais para garantia de mais segurança pública, Leonardo Pio ressaltou que as reivindicações são legítimas e precisam ser feitas para que as melhorias sejam concretizadas. Há cerca de 15 dias, o prefeito reuniu representantes das polícias Civil e Militar para tratar das prioridades para o setor na cidade e a iniciativa foi muito bem recebida pelas autoridades da área.

 

 

“A maneira como o Município se propõe a agir é um marco na segurança pública da cidade, porque trata o sistema de segurança do modo gerencial e adaptativo, chamando os diversos entes que integram a defesa social para discutir de uma maneira muito clara, em especial dentro do observatório de segurança, as questões de fato importantes para a cidade”, afirmou o delegado regional da Polícia Civil. “Imaginem como a situação poderia estar diferente se todos os prefeitos abrissem o gabinete para discutir de forma transparente, corajosa e ágil as questões da segurança pública”, acrescentou.

 

Assessoria de Comunicação

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.