COMPARTILHAR

Adequações são necessárias para prolongar vida útil da área, inaugurada em 2009

 

A Prefeitura de Itaúna publicou edital do processo licitatório para a contratação de empresa especializada para operação e manutenção do aterro sanitário. De acordo com o chamamento público para a concorrência, disponível na edição do Jornal Oficial do Município de 18 de julho, a vencedora será contratada pelo período de 12 meses. A licitação, marcada inicialmente para 15 de agosto, foi adiada para o dia 17, devido ao feriado municipal de Nossa Senhora do Rosário.

 

 

O valor de referência para a terceirização do serviço é de R$ 220 mil. A medida visa atender à recomendação do Ministério Público, que, por meio da Promotoria de Meio Ambiente, cobrou providências em relação à situação do aterro sanitário, que opera há anos de maneira irregular.

 

 

“Temos um local onde os dejetos são simplesmente enterrados, portanto, Itaúna não cumpre até agora a legislação ambiental, no que tange ao tratamento adequado dos resíduos orgânicos. A área foi inaugurada em 2009, com previsão de vida útil de 25 anos e tem seis plataformas. Já estamos ocupando a quinta. Ao firmar contrato com uma empresa do segmento, o Município exigirá a realização das adequações que prolongarão o tempo de uso e, principalmente, evitarão danos à natureza”, explica o diretor-geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE, autarquia responsável pela coleta e destinação dos resíduos sólidos, Samuel Nunes.

 

Assessoria de Comunicação

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.