COMPARTILHAR

GILCLER REGINA

A Prosperidade não é ter uma benção, é ter acesso à fonte das bênçãos. Não é ter roupa, porque hoje você tem e amanhã ela estará velha ou rasgada. Prosperidade é ter acesso a quem lhe proporciona a roupa, à fonte, e essa fonte está dentro de você.

 

É preciso você querer e ter foco para chegar até essa fonte e ter o controle de sua vida.

 

Não importa o tamanho da crise ou do seu problema, a riqueza está no seu coração através de suas atitudes, sua motivação, sua busca por coisas melhores, a excelência.

 

Essa percepção faz com que na vida nós encontramos novos ricos que são ex-pobres e também novos pobres que são ex-ricos, e estes são pessoas que perderam o foco.

 

Por exemplo, um vendedor não tira pedido, ele fecha negócios porque se relaciona com seus clientes e potencializa seus resultados porque se interessa pelos problemas e questões do seu cliente, do seu mercado e toma atitudes em relação a isso.

 

A sua riqueza está nos seus relacionamentos. Quanto mais bem relacionado você for, mais possibilidade de retorno terá. Quanto mais estreito for o seu mundo, menos possibilidades de crescimento surgirão na sua vida.

 

Se o seu círculo de amizades resume-se a quatro ou cinco pessoas e sempre os mesmos, chegará um momento em que suas bênçãos ficarão reduzidas porque Deus coloca bênçãos nas pessoas e quanto mais pessoas você conhecer mais possibilidades serão acrescentadas em sua vida.

 

Enfim, seja humilde para aprender e mais humilde ainda para ensinar às pessoas. Hoje elas estão embaixo, amanhã uma delas poderá estar acima de você.

 

A sua atitude pode trabalhar a favor ou contra. A diferença entre o veneno e o remédio está na dose. Esta dose chama-se comprometimento. Multiplique suas bênçãos e seus resultados!

 

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.