COMPARTILHAR

Vacina é aplicada gratuitamente em todo Município, conforme critérios do Ministério da Saúde

 

 

A prevenção será a principal arma da Secretaria de Saúde de Itaúna no combate à febre amarela. Apesar de nenhum caso suspeito da doença ter sido registrado no Município nos últimos meses, as ações de vacinação e a orientação social estão recebendo reforço.

 

 

“A melhor forma de prevenir contra a febre amarela é a vacinação. A imunização é segura e eficaz”, afirmou a referência técnica do Departamento Municipal de Epidemiologia, Idamyana de Oliveira Ferreira.

 

 

A vacina é aplicada gratuitamente em todas as 22 unidades de saúde de Itaúna. A imunização é indicada a todas as pessoas, principalmente as que vivem em zonas rurais ou que vão viajar para as áreas endêmicas ou que estão em alerta por causa da doença.

 

 

“É muito importante ser destacado que a dose demora um tempo para estimular o organismo do ser humano a produzir células de defesa. Então, quem vai viajar para lugares considerados de risco deve se submeter à imunização com até 10 dias de antecedência do deslocamento”, explicou Idamyana.

 

 

A recomendação é de que as pessoas compareçam ao posto de saúde mais próximo de casa, com caderneta de vacinação. “Os médicos de cada unidade de ESF vão avaliar cada caso, inclusive a data da última imunização”, completou a profissional.

 

 

Contraindicação

A aplicação não é indicada às gestantes e mulheres em período de amamentação. Também não é aconselhado às pessoas com alergia grave a ovo, as imunopreveníveis, que fazem tratamento a base de corticoides, ou contra o câncer e até mesmo aquelas portadoras do vírus do HIV e que fizeram transplante. Idosos com mais de 60 anos são avaliados nas unidades de saúde em relação à necessidade da aplicação da dose.

 

 

Conforme orientação da Secretaria Municipal de Saúde, a população também pode fazer uso de repelentes de insetos para se proteger, já que a principal forma de transmissão da doença é através do mosquito Aedes aegypti, mesmo vetor da dengue, febre Chikungunya e zika vírus.

 

 

Mais ação

O reforço às estratégias de enfrentamento à febre amarela foi discutido na manhã desta quinta-feira, 11 de janeiro, em reunião de urgência convocada pela Secretaria de Estado de Saúde com os Municípios. O Governo de Minas emitiu sinal de alerta para as 14 regionais de saúde, incluindo Divinópolis, quanto a necessidade de monitorar a cobertura vacinal da população nas cidades onde os índices estiverem abaixo de 95%.

 

 

Em Minas Gerais, a cobertura saiu de 47% no ano passado para 81%. O Governo divulgou que cinco das 28 regionais de saúde bateram as metas de vacinação, o que faz aumentar o número de município onde o reforço à imunização será necessário. Em Itaúna, 60% da população foi vacinada em 2017 e está protegida da febre amarela.

 

 

As ações conjuntas para prevenção da população deverão ser anunciadas nos próximos dias, inclusive com mobilização intensificada na zona rural.

 

 

Alerta no Estado

Essa semana foi confirmada mais uma morte por febre amarela em Minas Gerais, a terceira em 2018 no estado, e a primeira na região Centro-Oeste. A vítima é um homem de 38 anos, morador de Carmo da Mata, cidade que fica a 100 quilômetros de Itaúna.

 

 

Reforço contra o Aedes aegypti

A limpeza de lotes e quintais é fundamental para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Em Itaúna, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 80% dos focos do mosquitos estão em residências. A orientação é não deixar água limpa parada em recipientes como latas, garrafas, bebedouro de animais, pneus e vasos de planta.

 

 

Assessoria de Comunicação

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.