COMPARTILHAR

Iniciativa visa reforçar as ações de combate ao barbeiro, que é o vetor da enfermidade

 

 

Servidores da Secretaria Municipal de Saúde receberam nesta semana uma capacitação oferecida pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz – sobre a Doença de Chagas. O treinamento, realizado ao longo de toda a quarta-feira, 21 de fevereiro, e quinta-feira, 22, envolveu profissionais dos setores de Zoonoses, Epidemiologia e Atenção Primária, com a participação de Agentes de Combate a Endemias – ACE, e enfermeiros. As cidades da microrregião, Itatiaiuçu, Itaguara e Piracema, foram incluídas na ação em Itaúna.

 

 

De acordo com a coordenadora do departamento de Zoonoses, Mary Provezani, a iniciativa visa o reforço das estratégias de combate à enfermidade e controle do inseto que a transmite. “A qualificação dos funcionários é a melhor forma de intensificar as atividades. Neste curso, eles receberam orientações importantes, que poderão ser repassadas à população no dia a dia”, afirmou.

 

 

Uma das palestrantes, Raquel Ferreira, bióloga da Fiocruz, ressaltou que foram abordadas questões referentes aos aspectos da doença e também ao vetor, que é o barbeiro. “Além dos conhecimentos adquiridos a partir das aulas teóricas, os servidores também passaram pela parte prática, com a montagem de uma coleção para facilitar a identificação do transmissor da enfermidade”, contou.

 

O agente Marçal Ferreira Kobayashi considerou a capacitação uma excelente oportunidade. “É uma maneira de enriquecermos bastante o trabalho que é desenvolvido junto à comunidade, contribuindo para a prevenção e atendendo cada vez melhor a todos, o que é nosso objetivo”, disse. Enfermeira da Atenção Primária, Francimara Morais, destacou que a necessidade do treinamento. “É importante capacitar toda a equipe, dessa forma ampliamos cada vez mais as ações preventivas, prestando esclarecimentos à população, atuando na identificação do inseto e encaminhamentos para os exames e tratamento na rede pública, caso surja algum caso de contaminação”, argumentou. Também estiveram presentes técnicos da Gerência Regional de Saúde – GRS, de Divinópolis.

 

 

Monitoramento constante

Em Itaúna, o trabalho de reconhecimento e controle do barbeiro, é feito pelo Setor de Zoonoses, responsável por todas as ações de campo para recolhimento e identificação do inseto. Caso confirmada a presença do vetor em alguma localidade, é feita a aplicação do inseticida. O departamento também mantém um posto de coleta, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, que fica na rua Manoel da Custódia, no bairro São Geraldo. Mais informações pelo telefone 3241.4999.

 

 

Assessoria de Comunicação

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.