COMPARTILHAR

As entidades integrantes do Centro de Desenvolvimento Econômico e Socioambiental de Itaúna (ACE Itaúna, CDL Itaúna, Sindicomércio, Sicoob Centro-Oeste, Sindimei e Aconita), apoiam o movimento promovido pelas empresas de transporte de cargas e caminhoneiros autônomos. Desde segunda-feira, a circulação de veículos de carga está interrompida nas estradas de 24 estados do país.

 

 

Entendemos que toda manifestação ordeira e pacífica é legítima, principalmente quando é focada no desenvolvimento e reformas necessárias para o crescimento do Brasil e, como esta, a favor da luta pelos direitos que possam estar sendo retirados da categoria, mas que impactam em todo setor produtivo.

 

 

Acreditamos no objetivo desta manifestação apartidária, sem interferir no direito de ir e vir das pessoas, sendo fundamental a conscientização quanto a liberação de cargas perecíveis, medicamentos, veículos de passeio, ambulâncias e Corpo de Bombeiros, pois quem acaba perdendo é a população.

 

 

Sabemos, como empresários, o quanto a carga tributária no Brasil é pesada e complicada, dificultando o desenvolvimento do ambiente de negócios. Quem custeia são os empresários, mas quem paga a conta são os trabalhadores, que perdem em emprego e renda, devido à alta carga dos impostos que atinge produtos e serviços comuns do dia a dia.

 

 

Precisamos nos unir para cobrar do governo, condições para que empregadores e empregados, possam trabalhar em condições favoráveis para promover o desenvolvimento do nosso país.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.