COMPARTILHAR

feRecebi mensagem de um amigo pastor assustado com meus últimos textos e ainda comentou: “acho que o Emanuel ficou doido”… Será? Talvez seja porque sempre fui referendado pela Bíblia. Não existe cristão sem Bíblia. Observo como os dito ‘cristãos’ usam o texto convenientemente, se acomodando aos seus interesses e ‘desconhecem’ as partes que se mostram estranhas para serem praticadas. Os versos que queremos ao nosso bel prazer são os que são acolhidos com devoção e defendemos pelos nossos interesses. Vejo a liderança pregando coisas que não pratica. É uma verdadeira esquizofrenia de sobrevivência. As pessoas são fiéis aos preceitos por ela legitimados. Nos bastidores todos os cristãos são ‘rebeldes’. “Com as luzes apagadas, assim. Acesas, de outro jeito”. Quando escrevo o que se passa na minha cabeça: “ficou doido”. Será que as pessoas têm medo de perder a esperança? Cristão vive de esperança. E isso é bom. Não sei se é impressão minha, mas, vivia-se mais baseado na esperança no meu tempo de menino. Projetávamos uma expectativa de alguma coisa que aconteceria na nossa vida. Ganhar um velocípede, ganhar uma bicicleta, formar no primário, passar no exame de admissão… Passar no vestibular, ter uma profissão rendosa, ficar rico, ser famoso, fazer uma acasalamento interessante… E espiritualmente, aquela preocupação religiosa de ir para o céu. E de nunca ir para o inferno. Vejo a Esperança muito parecida com a Fé. E a Bíblia para o cristão é uma regra de fé e prática. “Espera-se quando se acredita poder alcançar o que se busca”. Viver é esperar. Só espero que ninguém me use como ‘esteio’ e use meus textos apenas para reflexão.

COMPARTILHAR