COMPARTILHAR

feVoltando às máscaras. Hipocrisia. Simpatia dissimulada. Sentimentos fingidos e mascarados, com muita astúcia. Demonstração explícita de qualidades inexistentes. Ar de religiosidade, virtuosismo falsos. Fazer parecer ‘boas intenções’… É o que temos visto nas pessoas e até propagado nas mídias televisivas como modelo. Tais pessoas só pensam no próprio umbigo. Tentam mostrar tudo que na verdade não possuem. É a própria falsidade. E pior ainda os que fingem sentimentos, fazem elogios mentirosos. Jesus deu nome a isso ao pessoal da sua época: hipócritas, sepulcros caiados, pintados e bonitinhos por fora e podres e fedorentos por dentro. E como estamos convivendo num meio tão intenso de pessoas assim. E de alto escalão. São as piores. Inclusive no meio eclesiástico. No meio político nem se fala. Na realidade podemos dizer que são as pessoas que fingem comportamentos. Tudo é interesseiro. Estava me lembrando daquela passagem de Jesus escrevendo com o dedo na areia. E dizem que escrevia a podridão dos mestres da Lei que queriam apedrejar a mulher adúltera. Deve ter sido muito engraçado. Enfiaram o rabinho no meio das pernas e cascaram fora. Não queriam mais apedrejar aquela mulher (que talvez até já tivesse transado com eles). Comem couve e arrotam lombo. E como hoje podemos ver esta sequência de ‘mesmacoisisse’. Pessoas que se sentem poderosas; vendem suas imagens de gente do bem, e sempre com a desculpa de serem muito religiosas (como se valesse alguma coisa); pessoas que se sentem benfeitoras da humanidade, de grande moral social e política, às vezes. E não passam de grande safados, adúlteros, imorais, ladrões, corruptos. Será que tais pessoas batem a orelha no travesseiro e dormem em paz? Será que não sofrem nem um pouquinho com esta farsa de falsa moralidade, esta mentira deslavada que vendem para as pessoas? Não creio que Deus venha interferir em nada disso. Não é da alçada dele. Vemos pessoas vitimadas por estes tipos alegando que Deus cuidará delas e punirá os safados… Minha visão de Deus é diferente, não vejo Deus interferindo EM NADA que acontece entre nós humanos. É de foro íntimo. Cada qual com cada qual. O homem é produto da sua mente. Estes espertalhões aí podem até sofrer consequências, pela Lei do Retorno, gerada pela própria mente deles que poderá lhes dar o troco merecido. Ou pela “Justiça” dos homens (?)… Será? Doa em quem doer. Fui…

COMPARTILHAR