COMPARTILHAR

feVi a notícia da família do Huck e Angélica caindo de avião. O Piloto fez proezas para pousar aquele aeroplano bimotor num pasto acidentado e cheio de gado. Obra de artista. E a glória ficou para Deus. “Foi um milagre. Deus nos salvou”, disse a Angélica sobre aquele acidente. Não penso assim. Se eles fossem ateus teriam morrido? “Deus não fica preocupado com o destino e as ações da humanidade”, dizia Espinoza. Ele não se envolve em nada. Não seria Deus se assim o fizesse. Vejo pessoas vivendo na expectativa de que Deus vai lhes proporcionar coisas maravilhosas, casa, carro, sítio, casamento, concurso público, dizendo que é questão de tempo, é só ficar esperando, que ‘Deus tarda, mas não falha’; que cristão tem que ter prosperidade… E ficam na moleza, não correm atrás de nada, ‘esperando a morte chegar’… Aguardando a ‘recompensa’ por ser cristão. Quanto engano. E não vivem a vida intensamente, não vivem de momentos e a vida passa num piscar de olhos. Preferem dormir (para mim é igual a morrer) do que curtir a vida, dançar, cantar, participar de festas, sair com os amigos, curtir uma noitada, ir a uma praia… A vida é curta, não temos certeza de nada. Já falei isso… Cada um é cada um, eu sei. Cada um de nós tem uma forma específica de andar pelo Caminho e uma maneira de ver a vida e de fazer escolhas. Escolha a Árvore da Vida! Viva. Não gosto de ficar parado ‘vendo a banda passar’. Não canso de dizer que escrevo as minhas descobertas, os meus achados que me edificam e tento compartilhá-los pelos jornais, mas sei que não servem para todo mundo. Podem servir para fazer as pessoas ‘ruminarem’ também, sendo a favor ou contra, analisando outra visão… Sei perfeitamente que a conquista é individual. Não acredito que Deus fica trabalhando para atender pedidos no WhatsApp, porque não acredito na intervenção dele para dar ‘coisas’ às pessoas porque oraram, se benzeram, fizeram isso ou aquilo, ou porque são cristãs. Deus não é um ‘Zé Negocinho’. Temos que correr atrás, sim. Da vida. Da Água Viva. E dinheiro não cai do céu. Deus não pode sair por ai protegendo determinadas pessoas em detrimento de outras. A Graça é de graça, é dom imerecido, mas a escolha é de cada um. A participação do ser humano é vital em tudo. Tem que fazer por onde. Vejo pessoas na miséria esperando o milagre de Deus nas suas vidas e fazendo promessas, correntes, etc.. “Quem não trabalhar que não coma” (2 Ts 3:10). A felicidade está em nós e não cai de paraquedas. Repito, não sou ateu e não sou herege. Sou realista.

COMPARTILHAR