COMPARTILHAR

Eleição Coopert1

 

Plantio de Grama1Foi eleita a nova diretoria da Coopert, para o biênio 2015/2016, em assembleia acontecida nas dependências da Cooperativa, com a participação dos cooperados e convidados. A nova direção é encabeçada pelo presidente, Fábio André Souza Reis Júnior. Compõem ainda a direção executiva da entidade, a Diretora Administrativa, Márcia Rodrigues Duarte e a Diretora Financeira, Gina Damasceno. A coordenação do processo eleitoral coube a Madalena Duarte, uma das fundadoras da entidade e, atualmente, diretora da Rede CataUnidos, que congrega as associações e cooperativas de catadores de Minas Gerais.

 

 

Acompanharam o processo eleitoral, a convite dos cooperados, o Gestor de Resíduos da Prefeitura de Itaúna, Sérgio Cunha; e o Contabilista e Auditor da Prefeitura, ex-vice-prefeito, José Santos. O novo presidente assumiu o cargo e reafirmou a importância da participação de cada cooperado na construção do sucesso da Coopert. A entidade é, hoje, referência no setor de seleção de resíduos, recebendo diariamente representantes de outros municípios mineiros e de outros estados, para o intercâmbio de informações.

 

 

Nova sede em reta final de construção

 

 

O novo galpão, aonde vai funcionar o centro de seleção e reciclagem de resíduos de Itaúna, está em fase final de construção e deverá ser concluído e entregue à Coopert, ainda neste ano. O novo centro, com área construída de mais de 1.200 metros quadrados oferecerá toda a estrutura necessária à ampliação dos resultados já obtidos na seleção de resíduos de Itaúna. Atualmente a Coopert opera com uma esteira de cerca de 10 metros de extensão (incluindo chute/silo) e, na nova estrutura, trabalhará com duas esteiras de 25 metros de extensão cada uma.

 

 

“Essa nova estrutura facilitará o trabalho da cooperativa e poderá ampliar em muito os atuais resultados. Com as novas esteiras, por exemplo, o rejeito que atualmente está girando em mais de 200 toneladas por mês poderá ser reduzido para menos da metade deste volume, o que aumentará consideravelmente o resultado do trabalho”, disse o Prefeito Osmando Pereira, em recente visita ao local. Os taludes de acesso á rampa de acesso ao chute/silo, já foram granados e o chute está quase concluído. Após esta etapa, restará a instalação das esteiras e a pavimentação do acesso e pátio, para que a estrutura possa entrar em funcionamento.

 

 

“Temos ainda algumas obras a serem realizadas. O setor de Obras e o de Gestão de Resíduos estão acompanhando passo-a-passo da construção, cobrando agilidade, para que o complexo seja entregue o mais rápido possível”, disse o prefeito. Nos mais de dois mil metros de taludes, contornos de pistas e jardins que foram gramados, a Prefeitura fez economia considerável, ao utilizar mão-de-obra própria para o plantio. “Estamos economizando cerca de R$14 por metro, que era o valor a ser pago pelo plantio, que foi realizado pela própria equipe de trabalhadores do aterro”, informou o Gestor de Resíduos, Sérgio Cunha. No total de grama a ser plantada, incluindo os taludes do aterro sanitário, segundo o Gestor, chegam a 8 mil metros, o que vai proporcionar economia de mais de R$110 mil.

 

 

Também as obras de energia elétrica do complexo estão em fase final. Segundo o gerente do setor de iluminação da Prefeitura, Geovane Vilela, “nas próximas semanas concluiremos todo o trabalho de iluminação e energização do complexo”. Também neste trabalho tem sido utilizados todos os recursos possíveis para gerar economia de dinheiro público, “buscando as melhores e mais econômicas opções”, concluiu Geovane Vilela.

 

 
Fotos: Sérgio Cunha

COMPARTILHAR
Sérgio Cunha é Jornalista Profissional, pós-graduado em Gestão em Processo de Produção Gráfica, pelo Sistema FIEMG/Newton Paiva, especialista em marketing político e consultor em comunicação pública. Esta coluna é publicada semanalmente nos sites “Notícias de Itaúna” (www.noticiasdeitauna.com.br) e “Blog da Tribuna” (www.tribunaweb.blogspot.com), e nos jornais ‘Tribuna do Carmo’ e ‘Tribuna de Cláudio’.