COMPARTILHAR

supermario3dworldA Nintendo anunciou nesta sexta-feira (9) a interrupção no Brasil da venda oficial de seus produtos, como os videogames 3DS e Wii U e games de famosas franquias, como “Super Mario” e “The Legend of Zelda”.

 
De acordo com a empresa japonesa, a Gaming do Brasil, que nos últimos quatro anos foi o canal de vendas de games e consoles da empresa japonesa no país, não irá mais importar os produtos da Nintendo. A Gaming do Brasil é subsidiária da Juegos de Video Latinoamérica, GmbH, que representa a Nintendo em toda a América Latina. A atuação na região, porém, vai continuar.
A Gaming do Brasil foi a responsável por trazer às lojas games como “Mario Kart 8”, “The Legend of Zelda: A Link Between Worlds”, “Donkey Kong Country: Tropical Freeze” e mais recentemente “Super Smash Bros.”, para Wii U.

 
Segundo a Nintendo, a venda oficial de jogos (cartuchos e discos) e consoles continuará somente enquanto houver itens nos estoques da distribuidora e das lojas de varejo. Os games em formato digital continuarão a ser comercializados no país pelo portátil 3DS, já que a loja eShop não tem uma versão nacional no Wii U.

 
Em nota, o diretor e gerente geral para a América Latina da Nintendo of America, Bill van Zyll, atribuiu ao ambiente de negócios brasileiro a decisão de sair do país. “O Brasil é um mercado importante para a Nintendo e lar de muitos fãs apaixonados mas, infelizmente, desafios no ambiente local de negócios fizeram nosso modelo de distribuição atual no país insustentável”.

 
O executivo afirmou ainda que os “desafios incluem as altas tarifas sobre importação que se aplicam ao nosso setor e a nossa decisão de não ter uma operação de fabricação local”. “Trabalhando junto com a Juegos de Video Latinoamérica, iremos monitorar a evolução do ambiente de negócios e avaliar a melhor maneira de servir nossos fãs brasileiros no futuro”.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.