COMPARTILHAR

b91c4da67bcf2ca4ee6b7dd4df8c8cd8Na tarde da segunda-feira (27), Dom José Carlos, Bispo de Divinópolis, em visita às Rádios Santa Cruz AM e Stilo FM em Pará de Minas, falou sobre sua participação na 53ª Assembleia da CNBB, que aconteceu em Aparecida do dia 15 a 24 de abril.
Para ele uma das coisas mais bonitas da Assembleia é o espírito de colegialidade e o encontro de Bispos de todas as partes do Brasil. Ali se percebe, segundo o Bispo, uma grande unidade na diversidade.

 

 
Cada Bispo, à sua maneira, procura contribuir com a caminhada da Igreja, dentro das possibilidades de sua Diocese.
O encontro dos Bispos é um momento oportuno para que a Igreja pense, não apenas sua caminhada, mas também a sua contribuição para o Brasil.

 
Dom José Carlos ressaltou a importância das notas oficiais, emitidas pelos bispos, sobre o momento nacional.

 

 

Dom José disse, ainda, que as marcas do Pontificado do Papa Francisco também colaboraram para animar a Assembleia. “Há um encantamento não apenas pela pessoa, mas pelo perfil pastoral do Santo Padre”.

O pouco tempo de episcopado de Dom José Carlos não o impediu de levar para a Assembleia da CNBB todas as riquezas de nossa Diocese. “Temos um Clero farto, bons meios de comunicação, além de outras realidades, que são de fato invejáveis”, afirmou.

 
Tive certo susto quando o Bispo de Maceió me disse que acompanhava as publicações de nosso Portal Diocesano. Vejo que nossa Diocese, hoje, vai bem mais longe, graças às novas possibilidades de comunicação, completou o Bispo.

 
Retornando de Aparecida nosso Bispo vem ainda mais entusiasmado para a realização de uma Assembleia Diocesana. Para engatilhar os trabalhos, nesse sentido, estava esperando a Assembleia da CNBB e as Novas Diretrizes Pastorais da Igreja do Brasil para os próximos quatro anos.

 
O Bispo afirmou que para realizar a Assembleia Diocesana quer ouvir não apenas os que estão dentro da Igreja, mas a sociedade em geral. Não quer apenas “mais do mesmo”. É preciso saber o que as pessoas pensam da Igreja, qual a imagem que tem dela. Mas, para isso, não basta ouvir aqueles que já estão dentro dela, disse o Bispo.

 
Nessa “pesquisa” pretende contar com as novas tecnologias de comunicação.

 

A sugestão do nome de Pe. Moacir Arantes, para Acessor da Comissão Vida e Família, deixou nosso Bispo muito feliz. O nome de Pe. Moacir ainda deverá ser aprovado pelo Consep – Conselho Episcopal Pastoral, em maio. Mas, sua ida para a CNBB acontecerá em breve.
“Pe. Moacir será uma oferta preciosa de nossa Diocese para a Igreja do Brasil”, afirmou Dom José. Sobre a Reforma Política, Dom José disse que já enviou para Brasília 17.500 assinaturas e ainda faltam assinaturas para serem enviadas. Elas poderão ser colhidas até o dia 11 de maio, mas, a matéria deverá entrar no Congresso Nacional no dia 26 de maio.

 

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.