COMPARTILHAR

Leitor-400x316É… parece que as coisas andam complicadas para a atual administração do Executivo Municipal Itaunense, e a coisa fica a cada dia mais nebulosa para o Prefeito Osmando. A insatisfação dos aliados na Câmara Municipal é visível. Afirmações desconcertantes dos vereadores considerados da base, que esbravejam cobranças intermináveis e soluções que não chegam.
A primeira derrota do chefe do Executivo se dá em função da resposta de um pedido de informação sobre os imbróglios do CISMEP, feito pelo Vereador Marcinho Hakuna, no dia 15 de junho. Como a Prefeitura não enviou a resposta em tempo hábil (a resposta deveria ter chegado à Câmara no dia 15 de Julho), foi feito pedido de prorrogação por mais 30 dias, ou seja, no ultimo dia 15/08.

 
Ontem (18/08), depois de iniciada a reunião plenária, o assessor de gabinete da Prefeitura, Sr. Geraldo Parafuso, chegou com um novo pedido pra que fosse prorrogado a mesma resposta por outros 30 dias, ou seja, seriam 90 dias para as respostas.
A Lei Orgânica do Município diz em seu artigo 83, que o prazo para as respostas dos pedidos de informação, devem ser entregues até 30 dias da data de recebimento do pedido. Os casos de prorrogação não constam no texto legal, mas é prática característica da política da boa vizinhança, costume e boa fé.

 
Ao ver a chegada intempestiva do pedido de prorrogação, Hakuna articulou com outros vereadores rapidamente em plenário, que conseguiram a derrubada da tal segunda prorrogaçao.

 
As alegações são obvias. Não há resposta que demore tanto pra ser dada de coisas que estão sendo feitas. A não ser que não estejam acontecendo ou, não estejam sendo realizadas da forma correta.

 
As conversas de corredores da casa apontam para um desfecho complicado para o Executivo, uma vez que Hakuna tem sido um fiscalizador intenso, especificamente do que diz respeito ao CISMEP e IMP (Apostilamento).

 
Com isso, o Prefeito Osmando amarga a sua primeira e difícil derrota na Câmara Municipal. Ao que tudo indica, a primeira de muitas que virão, uma vez que um novo grupo formado, denominado extra oficialmente nos corredores como G8, composto pelos Vereadores Edinho de Santanense, Lucinho, Mauricio Aguiar, Léo Bala, Gleisinho, Giordane Alberto, Palmira Feliciano, Alex Arthur (Lequinho), promete pegar pesado caso o comandante do Executivo não cumpra uma agenda de pedidos feitos por eles.

 
Parece que Osmando está vivendo um verdadeiro inferno astral!

 
Aguardem as cenas dos próximos capítulos…

 

Enviado pela leitora Anita Souza Felizardo
COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.

Comments are closed.