COMPARTILHAR

Medida visa instalação de unidade própria para atendimento a portadores de doenças infectocontagiosas
A Secretaria Municipal de Saúde recebeu uma equipe do governo de Minas Gerais na última semana, na Policlínica Doutor Ovídio Nogueira Machado. A visita foi o primeiro passo para uma medida que pode gerar avanços significativos no tratamento de portadores de Infecções Sexualmente Transmissíveis – IST, como HIV, sífilis, hepatite, entre outras doenças infectocontagiosas. A boa notícia é que o Estado estuda o credenciamento do Município para a instalação do Serviço de Assistência Especializada – SAE, o que vai ampliar a atenção aos pacientes, garantindo a eles muitos benefícios, entre os quais, os cuidados na própria cidade, como mais comodidade, sem a necessidade de deslocamento.

 

 

O projeto apresentado pela atual administração, a partir do trabalho feito desde o início do mandato, visa a criação de um Centro Regional de Atendimento. A partir da aprovação, Itaúna, que hoje tem Divinópolis como referência, poderá, em vez de encaminhar, receber pacientes de todas as cidades da região, por meio de pactuação. O incentivo do Estado é de R$ 90 mil por ano, mas a partir da adesão de outros municípios será possível garantir mais recursos para a manutenção das atividades. Um clínico geral será treinado no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte, referência em doenças infectocontagiosas, para conduzir a equipe.

 

 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Fernando Meira de Faria, a expectativa diante da vinda da comissão técnica do Estado é muito boa. “A equipe demonstrou que temos as condições essenciais para a implementação do Serviço de Assistência Especializada, o SAE. Todos os detalhes foram verificados em relação ao trabalho que já é realizado e a estrutura. Acreditamos que teremos novidades em breve, com a possibilidade de mudanças bastante importantes para cuidados ainda mais humanizados com os pacientes de Itaúna e outras localidades próximas”, comenta o gestor.

 

 
Tratamento na rede pública

 

 

O Sistema Único de Saúde – SUS, garante aos portadores de Infecções Sexualmente Transmissíveis – IST, o diagnóstico e tratamento gratuito. O Município mantém em funcionamento o Serviço de IST/Aids, com equipe formada por assistente social, enfermeira e psicóloga. Também são oferecidos os testes de HIV, hepatite B/C e sífilis nas unidades básicas de saúde.

 

 

Hoje, são assistidas 145 pessoas. Para consultas e exames, esses pacientes precisam ser encaminhados ainda a Divinópolis, onde são distribuídos os antirretrovirais, com atendimento e transporte agendados pela Secretaria Municipal de Saúde.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.