COMPARTILHAR

Resultados do terceiro trimestre deste ano foram apresentados à imprensa nesta quinta

A Cemig apresentou à imprensa, nesta quinta-feira (16/11), o resultado apurado no terceiro trimestre de 2017, com um lucro acumulado de R$ 397 milhões até setembro deste ano, o que representa uma redução de 38% em relação ao mesmo período de 2016. A companhia registrou, ainda, uma geração de caixa, medida pelo Lucro antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (Lajida), de R$ 1,9 bilhão, 23% a menos do que nos nove primeiros meses do ano passado. Um dos principais impactos no resultado da Cemig foi a adesão ao Plano de Créditos Tributários, que regularizou a situação da empresa com a negociação do pagamento do passivo, afetando negativamente o Lajida em R$ 588 milhões.

 

O diretor de Finanças e Relações com Investidores da Cemig, Adézio de Almeida Lima, explicou que “fatores extraordinários afetaram o resultado, mas a Cemig vem apresentando indicadores consistentes que refletem as medidas adotadas pela diretoria”, afirma. A dívida da companhia, por exemplo, tem apresentado uma redução gradativa e já representa um valor 7,4% inferior ao registrado no final de 2016, que era de R$ 15,17 bilhões e passou para R$ 14,05 bilhões em 30 de setembro passado, uma queda de mais de R$ 1 bilhão.

 

A energia comercializada pelo grupo Cemig, no terceiro trimestre, apresentou um crescimento de 1,48% em relação ao mesmo período do ano passado. Com relação à Cemig Distribuição, a energia faturada aos clientes cativos e a energia transportada para clientes livres e distribuidoras com acesso às redes da concessionária também teve um aumento de 0,27% na mesma comparação, refletindo o aumento de 59,30% no volume transportado para os clientes livres, devido, principalmente, à incorporação de energia de fontes incentivadas.

 

Perfil da companhia
A Cemig é a maior empresa integrada do setor de energia elétrica do País, com mais de 530 mil quilômetros de linhas de distribuição e uma capacidade instalada de 5,6 GW. Vale destacar que a concessionária foi selecionada, pela 18ª vez consecutiva, para compor a carteira do Índice Dow Jones de Sustentabilidade no período 2017/2018, mantendo-se como a única companhia do setor elétrico da América Latina a fazer parte do índice desde a sua criação, em 1999.

 

A companhia está presente em 22 Estados e no Distrito Federal e conta com mais de 127 mil acionistas em 44 países e ações negociadas nas Bolsas de Valores de Nova York, Madri e São Paulo.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.