COMPARTILHAR

Habilitação em âmbito federal é o último passo para inauguração da unidade, que vai trazer o tratamento de quimioterapia para a cidade

 

Uma grande notícia para a população itaunense e da região foi tornada pública nesta terça-feira, 17 de abril. O Centro de Oncologia, construído nas dependências do Hospital Manoel Gonçalves, numa parceria entre a Prefeitura, a Associação de Voluntários no Apoio ao Combate ao Câncer em Itaúna – Avacci, a Casa de Caridade e o Governo do Estado, está credenciado pela União, conforme portaria já assinada e despachada pelo Ministério da Saúde. Com isso, fica permitido o funcionamento da unidade, que vai beneficiar centenas de pacientes, com o tratamento na própria cidade, sem necessidade dos deslocamentos que, hoje, tornam ainda mais desgastante o enfrentamento à doença.

 

 

Até a habilitação do Centro de Oncologia, um longo caminho precisou ser percorrido. E, no trajeto, a participação da atual administração municipal, que, desde o início de 2017, trabalha nesse sentido, em articulações com representantes do Centro-Oeste mineiro em âmbito estadual e federal, como os deputados Agostinho Patrus e Jaime Martins. Em reunião com o governador Fernando Pimentel, o prefeito Neider Moreira também solicitou a intervenção dele para que o processo fosse agilizado. Em agosto do ano passado, o Estado aprovou a documentação. Técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, caso dos profissionais que atuam na Vigilância Sanitária, também estiveram envolvidos, durante o tempo todo, devido à necessidade de adequações ao projeto estrutural para viabilizar a aprovação.

 

 

De acordo com o secretário, Fernando Meira de Faria, que acompanhou a emissão do parecer final, nesta semana, em Brasília, cabe agora ao Estado a realocação dos recursos, antes destinados apenas a Divinópolis, referência de Itaúna para o tratamento contra o câncer. A partir daí, a previsão é de que sejam repassados para a operacionalização da unidade local cerca de R$ 500 mil por mês, R$ 6 milhões ao ano. A princípio, o Centro de Oncologia atenderá aos pacientes da cidade e da microrregião, abrangendo Itatiaiuçu, Itaguara e Piracema. Mas, há possibilidade também de que a assistência seja estendida a moradores de Pará de Minas e cidades no entorno.

 

 

Além da quimioterapia, os portadores de câncer terão garantidos todos os procedimentos necessários à evolução do tratamento, por meio dos serviços prestados na rede pública municipal e também no Hospital Manoel Gonçalves, como consultas, exames, cirurgias e internações, acompanhamento de nutricionistas e psicólogos, entre outros.

 

 

“Ainda não há previsão para a inauguração, pois, agora esses trâmites burocráticos, referentes, principalmente, aos recursos financeiros, dependem do governo de Minas Gerais. Mas, com o credenciamento, há expectativa de que o Centro de Oncologia esteja em funcionamento em poucos meses, gerando melhores condições para todos os que enfrentam essa doença e que poderão ser tratados em Itaúna, sem idas e vindas para outras localidades, com atendimento mais digno e humanizado”, comemora o gestor da Saúde, Fernando Meira de Faria.

 

 

O prédio que vai abrigar o Centro de Oncologia já foi concluído, equipado e mobiliado e teve as instalações aprovadas. As equipes que atenderão na unidade também estão praticamente definidas. As obras foram iniciadas em 2013. “A instalação do serviço é muito aguardada e facilitará a rotina de um grande número de pessoas, garantindo mais comodidade para o tratamento. É, sem dúvidas, uma grande conquista. E, precisamos agradecer a todos os parceiros, que estiveram conosco nesta caminhada, em busca da habilitação do Ministério da Saúde”, frisa o prefeito Neider Moreira.

 

Assessoria de Comunicação

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.