COMPARTILHAR

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), em parceria com a Secretaria de Educação (SEE) e a Junior Achievement, divulgou, o resultado final da segunda edição do programa Meu Primeiro Negócio, com a lista das 400 escolas escolhidas que receberão a iniciativa em 2018. As 400 escolas são de 199 cidades do Estado e foram selecionadas entre 808 instituições inscritas, de mais de 300 municípios mineiros. A ação tem o apoio das entidades ACE Itaúna, CDL Itaúna e Sindicomércio.

 

 

Em Itaúna, as 05 escolas estaduais selecionadas foram: Escola Estadual de Itaúna, Doutor José Gonçalves, Victor Gonçalves de Souza, Professora Geralda Magela Leão de Melo e Professora Gilka Drumond de Faria.. De acordo com o agente de inovação do estado, Thiago Oliveira, tantas escolas selecionadas, mostram o reflexo dos resultados colhidos em 2017. “Muitos alunos despertaram para o mundo do empreendedorismo durante o programa. Muitos que nem imaginavam, agora são donos de seus próprios negócios,” comenta o agente. A proposta, segundo ele, é sempre mostrar novos caminhos e inovar. “Hoje o mercado de trabalho precisa de inovação, de novos caminhos para esses meninos se desenvolverem”, admite. Em cada escola, também é escolhido um orientador, muitas vezes, o próprio professor.

 

 

Na região centro-oeste, o Meu Primeiro Negócio conta com o apoio do Libertas Valley – ecossistema local de startups, tanto na divulgação quanto cedendo voluntários, palestrantes e mentores para as turmas.

 

 

Como funciona O programa tem como objetivo promover a cultura empreendedora entre alunos do ensino médio de escolas públicas estaduais, por meio da criação e gestão de empresas estudantis. A segunda rodada será realizada com a mesma metodologia utilizada no ano passado. Serão 12 semanas em que os participantes aprenderão conceitos de mercado, comercialização e livre iniciativa, sendo acompanhados por profissionais das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção. Como resultado, os jovens serão imersos em uma jornada de educação empreendedora do começo ao fim do programa, tendo, assim, a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho com mais capacitação.

 

 

Voluntários Para acontecer, o programa precisa de voluntários. Para participar como voluntário e mentor dos jovens, basta que o interessado preencha o formulário com seus dados pessoais até o dia 10 de maio de 2018. A inscrição consiste em um pré-cadastro de interesse para ser voluntário do programa em 2018. O formulário está disponível em meuprimeironegocio.mg.gov.br.

 

 

Para ser voluntário do programa, é necessário ter mais de 18 anos completos até a data de divulgação dos voluntários participantes; ter experiências profissionais e/ou acadêmicas preferencialmente correlacionadas às seguintes áreas de atuação: finanças, negócios, marketing, recursos humanos e produção; identificar-se com iniciativas empreendedoras e com os objetivos do Programa Meu Primeiro Negócio; e ter habilidade para trabalhar com adolescentes e jovens em diferentes ambientes sociais.

 

 

O grupo de voluntários é composto em média de cinco pessoas por Miniempresa, sendo divididos nas áreas de produção, marketing, finanças, RH e diretoria geral. Cada grupo de voluntários é responsável por atuar em uma escola, presencialmente, por 12 semanas. O encontro é semanal com duração de 3h30min no contra turno escolar, de acordo com a disponibilidade do voluntário.

 

 

Os selecionados receberão um treinamento sobre o programa e serão acompanhados durante as 12 semanas por um agente local e/ou por um professor responsável. Eles serão responsáveis por orientar os estudantes a criar e operacionalizar a Miniempresa; deverão agir como mediadores para garantir o bom relacionamento da equipe. Além de compartilhar sua experiência profissional com os jovens, visando seu aprendizado.

 

 

Para outras informações, basta acessar meuprimeironegocio.mg.gov.br.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.