COMPARTILHAR

A Superintendência do Patrimônio da União (SUP) em Minas Gerais autorizou, no último dia 18 de julho, a realização das obras de contenção de encosta e continuidade nas obras de construção da cabeceira de uma ponte sob o Rio Pará, na MG-050, em Divinópolis.

 

 

A informação foi divulgada pela Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid), interventora na negociação, nesta terça-feira (24). A SUP é o órgão responsável pela gestão de todos os bens pertencentes à União. A construção estava paralisada devido a um impedimento de obras em terreno de propriedade do Governo Federal.

 

 

A AB Nascentes confirmou ao G1 que recebeu a autorização para sequência das obras, paralisadas desde maio deste ano. A concessionária que administra a MG-050 informou que elas serão retomadas imediatamente e a conclusão está prevista para dezembro deste ano.

 

 

Conforme o documento de autorização de obra da SUP, a decisão em autorizar a construção da ponte foi baseada na comprovação do interesse público com relação à obra e ao fato de existirem riscos de danos ao patrimônio ambiental no local caso a interrupção se mantivesse.

 

 

Segundo a Acid, a rodovia é uma das vias mais importantes para o Centro-Oeste de Minas e liga Belo Horizonte a São Paulo, mas a falta de estrutura é vista pela associação como um empecilho para investidores da região. A obra na rodovia estaria parada há 11 anos.

 

 

 

Em abril deste ano o presidente da Acid, Leonardo Gabriel, afirmou ao MGTV que a concessionária começou a cobrar o pedágio na rodovia há 11 anos com um valor considerado baixo, mas que neste tempo a concessionária teve meios para arrecadar recursos para as obras.

 

 

Em julho de 2017, moradores chegaram a organizar uma manifestação às margens da rodovia para cobrar a obra de uma trincheira que seria construída no Bairro Icaraí, em Divinópolis. Na ocasião, os manifestantes cantaram parabéns para o contrato de concessão assinado entre governo e concessionária da Parceria Pública Privada (PPP), que havia completado 10 anos.

 

 

A duplicação do trecho entre Divinópolis e Itaúna também foi discutido pela entidade com a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), em Belo Horizonte. Um ofício foi entregue à companhia, solicitando o apoio e subsídio da instituição para que a obra de duplicação seja executada.

 

 

Em maio do ano passado, a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) de Minas Gerais definiu o novo cronograma de obras para ampliação e manutenção do trecho da MG-050, que liga Juatuba a São Sebastião do Paraíso. A decisão ocorreu após articulações da Acid e empresas responsáveis pelas intervenções. Este foi o 7º Termo Aditivo da PPP.

 

 

De acordo com o Governo do Estado, a área de influência da rodovia abrange 50 municípios, que somam mais de um milhão de habitantes – 7,4% da população de Minas, o que representa 7,7% do Produto interno Bruto (PIB) mineiro.

 

 

Conclusão em dezembro
A AB Nascentes, concessionária que administra a MG-050, informou que as obras de encabeçamento, fundações e contenções do lado Oeste da ponte estavam paralisadas desde maio deste ano.

 

 

A concessionária confirmou ter recebido da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), nesta segunda-feira (23), a autorização para continuidade das obras emitida pela Secretaria do Patrimônio da União.

 

 

“Com a emissão da autorização, os trabalhos de encabeçamento da ponte, fundações e contenções, serão imediatamente mobilizados para a sua retomada”, informou.

 

 

A AB Nascesntes esclareceu ainda que há um projeto a ser executado, que as obras de construção da nova ponte vinham sendo realizadas do lado leste da MG-050 – sentido Belo Horizonte e 25% dela foi concluída.

 

 

Os trabalhos estão na etapa de fundações. A previsão de conclusão da obra, que segundo a AB Nascentes, terá um investimento total de R$ 19 milhões, é dezembro deste ano.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.