COMPARTILHAR

Ação reforça combate ao Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika vírus, Chikungunya e Febre Amarela

 

 

A Secretaria de Saúde de Itaúna apresentou os resultados referentes ao último Mutirão de Limpeza, realizado na cidade, entre os dias 27 e 31 de agosto. A ação foi direcionada pela amostragem do terceiro Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti(LIRAa) do ano, que identificou as regiões com focos do mosquito transmissor da Dengue, Zika vírus, Chikungunya e da Febre Amarela na área urbana. As equipes da Prefeitura visitaram os bairros Vila Tavares, Antunes, Santiago, Universitário, São Judas Tadeu e Graças. E recolheram oito toneladas de materiais inservíveis, descartados pela população no período.

 

 

A iniciativa faz parte das estratégias adotadas pela administração municipal para o enfrentamento ao inseto, eliminando os locais favoráveis à proliferação. Durante a campanha, os moradores são incentivados a deixar em sacos plásticos, nas calçadas, para coleta, os criadouros removíveis, como garrafas, pneus, potes e vasilhas de plástico, entre outros recipientes. De acordo com o LIRAa, a maioria das larvas estava dentro das casas, em quintais e varandas. Mobilização semelhante foi feita em meados de maio passado e também terminou com resultados significativos.

 

 

Baixa incidência

O resultado do último Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti – LIRAa -, o terceiro realizado pela Prefeitura de Itaúna, neste ano, confirmou a eficácia do trabalho desenvolvido pelo Município para o combate ao mosquito. E, destacou também a importância do apoio da população na eliminação dos focos do inseto.

 

 

Entre os dias 06 e 10 de agosto, as equipes do Setor de Zoonoses vistoriaram 1.714 imóveis, comerciais e residenciais, localizados em todas as regiões da cidade. A pesquisa apontou uma taxa de incidência de larvas de 0,7, considerada de baixo risco e inferior ao limite estabelecido pelo Ministério da Saúde, que é de 1.

 

 

Apoio da população

O esforço da Prefeitura de Itaúna, desde o início de 2017, para o combate ao “Mosquito da Dengue” foi comprovado pelo último Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti – LIRAa, e pelo número de notificações de casos prováveis de Dengue, pelo Município, neste ano. Foram registradas 12 suspeitas em 2018, de janeiro até agora, de acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado pelo Estado, nesta segunda-feira, 10 de setembro.

 

 

Mesmo diante dos bons resultados, a Gerência de Vigilância em Saúde continua atenta, com o monitoramento constante, por meio das vistorias e eliminação das larvas, em todas as regiões da cidade, pelos agentes. A conscientização da população também tem sido reforçada. “É importante que cada um faça a sua parte. Não deixar recipientes com água parada, cuidar dos quintais. Essas são algumas atitudes essenciais, que evitam a propagação da doença. O apoio de todos é fundamental”, afirma a gerente do setor, Maria Izabel Faria Dâmaso.

COMPARTILHAR
Matéria enviada ao Portal Notícias de Itaúna. As matérias enviadas e publicadas no Portal Notícias de Itaúna não refletem necessariamente a opinião do nosso Portal de Informações e são de inteira responsabilidade das pessoas que as assinam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.